24/11/2014

Aeroporto de Joinville contará com o sistema de acessibilidade ELO


Sistema de conectores climatizados fazem a interligação ao nível do solo entre salas de embarque e desembarque e aeronaves, com acessibilidade
O Aeroporto de Joinville/Lauro Carneiro Loyola (SC) está recebendo a instalação do sistema ELO. Os dois conectores, compostos por um conjunto de corredores climatizados, no mesmo nível do solo, vão aprimorar os procedimentos de embarque e desembarque de passageiros. A prioridade será para o atendimento pleno às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de reforçar o conforto aos viajantes que chegam ou partem da cidade. Ao todo, R$ 4,21 milhões estão sendo investidos pela Infraero nessa melhoria.

Os trabalhos de instalação começaram no final de outubro e o sistema ELO deverá estar disponível aos passageiros em meados de novembro, quando começarão as primeiras operações assistidas de embarque e desembarque com proteção do vento, sol e chuva e também permitir que pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida acessem as aeronaves com conforto e segurança. “Esse é um projeto inovador no País, que vai aperfeiçoar o atendimento aos passageiros, além de oferecer as melhores práticas de acessibilidade aos viajantes com deficiência e mobilidade reduzida”, afirma o diretor de Aeroportos da Infraero, Marçal Goulart.

Além da escada, há um elevador para cadeirantes com capacidade de até 225 quilos.

A estrutura foi desenvolvida a partir da parceria entre a Infraero e a empresa gaúcha Ortobrás, especializada em acessibilidade. Com tecnologia nacional, o sistema se diferencia da estrutura suspensa dos conhecidos “fingers” por estabelecer uma ligação com a aeronave a partir de uma passarela em solo que apresenta duas opções para chegar à porta do avião: por escada ou por um elevador, com capacidade para 225 kg, destinado ao uso de cadeirantes ou pessoas com mobilidade reduzida.

O sistema ELO segue o conceito de sustentabilidade e atende aos princípios da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. O equipamento também é adequado para aeronaves como o Boeing 737, Airbus 320 e Embraer 190 e 195, comumente utilizadas pelas companhias aéreas brasileiras.


Fonte: Mercado e Eventos
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.