Destaques

Últimas notícias

Jovem sem um braço é aposta do basquete americano

Jovem sem um braço é aposta do basquete americano

 

Foto: Roberto Olivero

Enmanuel Hansel é um jovem prodígio que desafia a lei da gravidade. Ele é a prova de superação que o basquete americano ganhou nos últimos tempos.

Além do talento para o esporte – ele salta muito bem – o que chama atenção é que a nova promessa das quadras da Flórida, nos EUA, com apenas 16 anos, não tem o braço esquerdo.

Enmanuel perdeu o braço aos 6 anos, após um acidente, quando caiu de um muro.

Ele é filho de outro grande jogador, Salvador Hansel, conhecido nas quadras como “Kikima”, jogador dominicano que ganhou destaque na NBA, em 2002.

“No começo eu não queria que ele jogasse, fiquei com medo que ele se machucasse. Mas ele precisa seguir seu caminho e fazer as conquistas que merece. Ele se dedicou muito ao basquete”, diz o pai orgulhoso Kikima.

Destaque

O jogador nasceu em Santo Domingo, na República Dominicana, e vem despontando nos campeonatos juvenis americanos, com sucesso.

Hansel se destaca no basquete escolar do ensino médio americano, em um colégio na Flórida – Life Christian Academy – e quer voar mais alto.

Ele vem atraindo cada vez mais atenção dos profissionais, graças aos inúmeros vídeos que circulam na web, com façanhas espetaculares.

Mesmo assim, a humildade prevalece ante ao talento e ele diz:

“Eu só quero fazer minha família feliz e vou continuar pressionando para que isso aconteça.”

Ídolo LeBron

Embora a sua primeira paixão tenha sido o futebol, Enmanuel conta que, após o acidente, passou a se dedicar inteiramente ao basquete.

Atualmente, Hansel estuda os movimentos de um dos maiores intérpretes do basquete contemporâneo, como o atual líder do Los Angeles Lakers, LeBron James.

Talento, disciplina e tenacidade são as bases para alcançar seus sonhos.

“Meu objetivo agora é chegar à faculdade, me tornar um profissional e jogar na NBA. Eu me vejo como um grande talento, um grande jogador, mas não sou um ‘especial’. Sou apenas um jogador de basquete em busca de seu sonho”, concluiu.

  

Fonte: Só Notícia Boa

Pessoas com comorbidades podem agendar vacinação a partir das 9h

Pessoas com comorbidades podem agendar vacinação a partir das 9h

Nesta segunda (3), 10 mil vagas estão disponíveis para pessoas com síndrome de Down, com deficiência, pacientes de hemodiálise e gestantes de risco


A Secretaria de Saúde vai abrir, a partir das 9h desta segunda-feira (3), 10 mil vagas para agendamento da vacinação contra a covid-19 para o primeiro grupo de pessoas com comorbidades. Por meio do site vacina.saude.df.gov.br, pessoas com síndrome de Down, com deficiência cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), pacientes que fazem terapia renal substitutiva (hemodiálise) e gestantes com comorbidades poderão agendar o recebimento da primeira dose da vacina.

A aplicação de imunizantes que previnem a covid-19 será ampliada no Distrito Federal com a chegada de 81,5 mil doses da vacina AstraZeneca e mais 5.850 da Pfizer BioNTech na manhã de hoje. Nesta terça-feira (4), a partir das 9h, será aberta mais uma etapa da vacinação para profissionais de saúde que não fazem parte da rede pública e que possuem registro em conselhos de classe.

Para esse grupo serão disponibilizadas 10 mil doses para as categorias que ainda não atingiram grande cobertura. São elas: medicina, enfermagem, biologia, técnicos em radiologia, trabalhadores de laboratório e da Secretaria DF Legal.

Na quarta-feira (5), também a partir das 9h, será a vez do agendamento de pessoas com comorbidades na faixa etária de 55 a 59 anos. Para este grupo, a Secretaria de Saúde vai destinar 60 mil doses de imunizantes.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, considera como muito importante esse avanço na vacinação contra a covid-19 na capital federal. “Estamos concluindo a vacinação em pessoas idosas e, agora, iniciando a vacinação em pessoas que têm comorbidades. É um passo muito importante para proteger nossa população contra o coronavírus”, afirma.

Balanço

Até o momento, o DF já recebeu 835.360 doses das vacinas CoronaVac (559.360) e AstraZeneca (276 mil). Com a chegada de mais essa remessa prevista para essa segunda-feira (3), a capital terá o total de 922.710 doses.

Durante a campanha, que começou no dia 19 de janeiro, 456.551 pessoas receberam a primeira dose e 252.356 a dose de reforço. As categorias mais vacinadas foram de trabalhadores da Saúde (124.009 D1 aplicadas e 96.744 D2) e idosos entre 65 e 69 anos (76.659 D1 e 45.941 D2).

A vacinação ocorre em 55 pontos cobrindo todo o território do Distrito Federal. 


Fonte: Agência Brasília

Negar gratuidade a acompanhante de passageiro com deficiência gera dever de indenizar

Negar gratuidade a acompanhante de passageiro com deficiência gera dever de indenizar

A Real Maia Transportes Terrestres foi condenada a pagar indenização por danos morais a passageiro com deficiência física, que teve sua acompanhante legal impedida de viajar sem comprovante que atestasse a relação entre eles. Conforme a decisão, o referido documento não está previsto em lei e foi exigido pelo funcionário da ré apenas para justificar a impossibilidade do embarque. A decisão é do juiz da 3ª Vara Cível de Taguatinga.

ABC Paulista tem o primeiro teleférico acessível para cadeirantes da América Latina

ABC Paulista tem o primeiro teleférico acessível para cadeirantes da América Latina

 Parque Estoril promove acessibilidade em passeio no meio da natureza


Um dos pontos turísticos da região do Grande ABC, o Parque Estoril possui um título: é dele o posto de primeiro teleférico da América Latina acessível para cadeirantes.Desde 2019, o Parque passou a oferecer ao público um vagão para para que usuários de cadeira de rodas consigam entrar com suas cadeiras

Como funciona

O equipamento tem capacidade para transportar até 250 kg e está apto para cadeiras motorizadas ou não. O embarque na cadeira do teleférico tem uma rampa que respeita a inclinação de 8% e acontece de maneira rápida, levando cerca de 20 segundos. 

O passeio no teleférico dura entre 25 e 30 minutos (ida e volta) e tem a extensão total de 1 km por dentro do parque que fica às margens da represa Billings, em São Bernardo do Campo.

Acessibilidade além do teleférico

Além do teleférico, o Parque Estoril também conta com: banheiros acessíveis nas áreas da praça de alimentação, vestiários e zoológico; na área das lanchonetes uma faixa amarela determina o livre fluxo de cadeirantes; próxima a entrada do parque, seis novas vagas para pessoas com deficiência, além de outras doze que já existiam no estacionamento.

O que mais ver

O teleférico é uma das atrações do parque, que fica na primeira unidade de conservação da Mata Atlântica de São Bernardo do Campo. O público pode visitar um zoológico (com cerca de 250 animais de 60 espécies), um jardim sensorial, curtir passeios de pedalinho, trilhas de caminhada, um redário e usar quiosques da praça de alimentação para comprar itens para um piquenique ao ar livre.

O Parque Estoril foi inaugurado em 1955, como um parque de lazer às margens da Represa Billings, no bairro Riacho Grande. Além das atrações citadas acima, o espaço também tem uma capela e museu de arte ao ar livre em suas instalações.

Horários de funcionamento

O Parque Estoril funciona de quarta a domingo, das 9h às 17 horas. A entrada custa R$ 3,00 (por pessoa), além do valor do estacionamento (a partir de R$ 10,00). A grande maioria das atrações são pagas à parte. O teleférico, por exemplo, custa R$ 16,00 (trajeto ida e volta). 

Durante a pandemia, a recomendação é que o visitante ligue para se informar sobre a abertura do parque: (11)2630-8035.

Fonte: Guia de Rodas

Pacientes surdos e profissionais de saúde podem acionar intérprete de Libras durante consultas

Pacientes surdos e profissionais de saúde podem acionar intérprete de Libras durante consultas

Tornar a saúde mais acessível a todos e facilitar a comunicação e ligação entre os profissionais de saúde e a população é um dos pilares da Plataforma de Modernização da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Por isso, por meio do TeleSaúde, uma equipe de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) dão suporte às pessoas surdas nas unidades estaduais de saúde.

Lei de Cotas em risco: PL 1.052/20

Lei de Cotas em risco: PL 1.052/20

Mais uma vez a Lei de Cotas (Lei n° 8.213/1991) está em risco. O PL 1.052/20 do senador Vanderlan Cardoso (PSD) quer permitir a contratação dos pais de menores com deficiência, a medida também vale para responsáveis legais, quando não houver no município pessoas com deficiência habilitadas para a função.

A proposta está na agenda do Senado e pode ir à votação nesta terça-feira (27). E pode dificultar ainda mais o acesso da pessoa com deficiência ao mercado de trabalho.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020

Live com a Ruth Maria

Live com a Ruth Maria
Os desafios e aprendizados da vida na cadeira de rodas.