Um mundo de sons

Compartilhe »»

Um pequeno milagre da ciência, o Implante Coclear (IC) ajuda mais de 400 mil pessoas, em diversos níveis de surdez, a escutar. Esse implante introduz pequenos eletrodos na cóclea, um órgão do ouvido interno responsável pela audição. O Dia Internacional do Implante Coclear, comemorado em 25 de fevereiro, foi escolhido porque nessa data, em 1957, foram realizados os primeiros testes com essa tecnologia, pelos médicos franceses André Djourno e Charles Euriés. Em 1969, o primeiro implante bem-sucedido de IC foi realizado pelo dr. William House, nos Estados Unidos.

No Brasil, o primeiro IC ocorreu em 1977, e hoje são cerca de oito mil implantados no país. O advogado Paulo Sugai, que começou a usar o implante em 2018, afirma que pessoas com deficiência auditiva ainda enfrentam muitos desafios e preconceitos.

“No Judiciário, é necessária mais conscientização de seus membros sobre as formas de acessibilidade que apoiam os surdos que são servidores, advogados e usuários da Justiça”, observa. Paulo é um ativista dos direitos dos surdos e afirma que a surdez tira das pessoas uma vital estimulação: a linguagem.

Uma servidora do STJ também usa o implante: Ana Carolina Soria Vulcano, do Núcleo de Admissibilidade e Recursos Repetitivos (NARER). Ela conta que, graças ao esforço da mãe, ela foi uma surda oralizada, ou seja, capaz de utilizar linguagem oral para comunicação.

“Estudei em colégios de ouvinte e usei aparelho de audição desde bebê. No meio da faculdade de Direito, resolvi fazer o implante. Eu me formei e hoje sou servidora, fiz mestrado e sou muito feliz com meu IC”, conclui.

Fonte: Intranet do STJ

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.