Caminho de Santiago acessível para cegos através de recursos tecnológicos

Compartilhe »»


Um relatório do Observatório da Acessibilidade do Turismo na Espanha garante que 72% das pessoas com deficiência viajem pelo menos duas vezes por ano, prefiram a Espanha e gastem mais do que o restante dos cidadãos sem necessidades especiais. Em particular, seu gasto médio é 30% maior.

O governo anunciou várias ações em janeiro para impulsionar o turismo acessível na Espanha. A Secretária de Estado do Turismo, Isabel Oliver, falou de “um plano de treinamento sobre acessibilidade” dentro do Sistema Espanhol de Qualidade Turística, que ajuda o objetivo do Executivo de criar “uma marca ou selo específico que identifique o produto do turismo acessível”.

Sem dúvida, uma viagem é um desafio em muito mais sentidos para uma pessoa com algum tipo de deficiência. Por exemplo, de acordo com o Observatório da Acessibilidade Universal do Turismo na Espanha, 40% dos hotéis não possuem quartos adaptados, a recepção não é acessível e a equipe não possui o treinamento adequado para atender clientes com dificuldades de locomoção.

Políticas, investimentos e tecnologia são necessários. Nesse sentido, uma boa notícia é o trabalho realizado pela Microsoft e pela Fundação ONCE para tornar o Caminho de Santiago acessível a pessoas com deficiências visuais. Eles fazem isso com o sistema de orientação auditiva Soundscape 3D, um “GPS auditivo” que é apoiado por uma bússola digital e as informações recebidas de balizas bluetooth que estão sendo instaladas em algumas seções do Caminho de Santiago Francés.

Por enquanto, o projeto piloto foi realizado em uma seção da rota em seu caminho através da Comunidade de Madrid, testando seu uso por pessoas com diferentes deficiências sensoriais e intelectuais. O trabalho continua agora com a instalação de todas as balizas e o aprimoramento da cartografia do local.

Assim, nos próximos meses, este aplicativo pode ser usado para viajar o caminho mítico de peregrinos, sabendo sempre a orientação precisa dentro das trilhas e os diferentes pontos de interesse do Camino. Além disso, o aplicativo irá incorporar recursos de aprendizado de máquina no futuro para melhorar sua precisão e confiabilidade.

O projeto faz parte da iniciativa “Caminho para Santiago para todos”, liderada pela Fundação ONCE, e na qual a empresa colabora com quatro ministérios, as cinco comunidades autônomas que atravessam o Caminho Francês, a Associação de Municípios do Caminho de Santiago. e a Associação dos Amigos do Caminho de Santiago.


Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.