Campanha nacional chama atenção para sintomas de esclerose múltipla

Compartilhe »»
Associações de pacientes e especialistas dão início a campanha #MúltiplasEscolhas na próxima quarta-feira (15).


Só no Brasil, são mais de 35 mil pessoas que convivem com a esclerose múltipla (EM). A doença atinge, principalmente, adultos entre 20 e 40 anos e 75% dos casos diagnosticados são mulheres. Para chamar atenção dos principais sintomas da doença, associações de pacientes, especialistas e Roche Farma dão início a campanha #MúltiplasEscolhas na próxima quarta-feira (15).

Cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Brasília e Minas Gerais abraçaram o movimento que visa estimular o apoio aos pacientes com a doença e incentivar o debate sobre o diagnóstico precoce que pode influenciar diretamente no tratamento.

Quem convive com a esclerose múltipla precisa lidar com um sintoma específico: a fadiga excessiva e desproporcional. Por isso, uma das ideias da campanha é espalhar bancos por essas cidades que vão oferecer um lugar para sentar e, ao mesmo tempo, um espaço para refletir como as cidades agregam e respeitam as dificuldades do outro.

A doença

A esclerose múltipla não tem cura. Ela é uma doença autoimune que ataca o sistema nervoso central, que inclui o cérebro, a medula espinhal e os nervos ópticos.

Os sintomas são diversos, entre eles a perda de visão, a paralisia de membros, distúrbios na fala e no equílibrio. As consequência podem ser a perda de movimentos, sensações de dormência e até a atrofia do cérebro, em casos mais graves.

Apesar disso, diversos tratamentos buscam diminuir a atividade inflamatória causada pela doença. O diagnostico precoce e o tratamento específco faz com que o paciente não experimente a debilitação total e tenha uma vida equilibrada.

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.