18/04/2017

IOS oferece capacitação profissional gratuita para pessoas com deficiência visual

O Instituto da Oportunidade Social (IOS) abre inscrições para cursos gratuitos profissionalizantes que atenderão 50 pessoas com deficiência visual total ou parcial com idade a partir de 16 anos.

O conteúdo programático abrange educação digital, gestão de projetos, cidadania, comportamento, empregabilidade e mercado de trabalho com um total de 200 horas/aula, que acontecerão na sede da ONG na Zona Norte de São Paulo.

Para ministrar a capacitação, o IOS conta instalações adaptações em sua sede, que incluem desde a estrutura física da unidade como a implantação de piso tátil de acordo com as normas previstas por lei, até recursos tecnológicos como o uso de software leitor de tela com pacote de voz, fones de ouvido e transcrição do material didático em áudio-livro.

“Além de promover a inclusão social e a empregabilidade de pessoas com deficiência – que é a nossa missão – o curso pode ajudar empresas a cumprirem a Lei de Cotas*, já que nem sempre encontram profissionais qualificados disponíveis, devido à dificuldade que estas pessoas enfrentam para ter acesso à capacitação”, explica a gestora geral do IOS, Kelly Lopes.

Para se inscrever, é preciso ter 16 anos ou mais, estar cursando ou ter terminado o Ensino Médio e deficiência visual total ou parcial
São 50 vagas disponíveis. As inscrições podem ser realizadas até 10 de maio com a cópia digitalizada dos seguintes documentos:
  • RG, CPF e CPF dos pais;
  • Comprovante de escolaridade;
  • Comprovante de residência (água, luz e telefone);
  • Comprovante de renda de todos os moradores da residência
  • Laudo comprovando a deficiência total da visão


Caso o interessado não tenha como digitalizar os documentos, basta comparecer a uma unidade do Instituto para fazer sua inscrição monitorada pela equipe Educacional do IOS.

Núcleo IOS (sede) Unidade Acessível
Rua Alferes Magalhães, 256 – Santana –
Telefone: (11) 2503 2617 ou (11) 2503 - 2618

O projeto é realizado com o apoio das empresas Atlas Schindler, Eurofarma, Momenta Farmacêutica e TV Globo, por meio de recursos destinados com dedução fiscal pelo Ministério da Saúde, através do PRONAS/PCD – Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência. Conta ainda com o apoio da Associação Citi Esperança, entidade criada por funcionários do Citibank Group, responsável pelo custeio das adaptações físicas e tecnológicas iniciais.

*O artigo 93 da Lei nº 8.213/1991, conhecida como Lei de Cotas, determina a obrigatoriedade de empresas com 100 ou mais funcionários a preencherem seus cargos com 2% a 5% de pessoas com deficiência ou funcionários reabilitados pelo INSS.


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.