01/06/2015

Velocista de 17 anos conquista três medalhas e bate recorde brasileiro no Circuito Caixa Loterias.



Vitória Alves (de azul) foi um dos destaques no atletismo na Etapa Regional do Circuito Caixa Loterias.


Depois de bater o recorde brasileiro nos 100m T20 (deficiência intelectual) e conquistar o ouro na prova no sábado, 30, a brasiliense Vitória Alves, 17 anos, voltou ao Sesi Gravatás neste domingo, 31, e mostrou que chegou no movimento paralímpico para ficar.


Neste domingo, 31, a candanga de Sobradinho faturou mais um ouro e uma prata. A medalha dourada veio nos 200m T20, com o tempo de 27s04, apenas oito centésimos acima do recorde brasileiro da prova. Já a prateada foi conquistada no salto em distância, com 4,50m.


Praticante do atletismo desde os 6 anos, a jovem conheceu o movimento paralímpico no ano passado e, em seu primeiro Circuito Caixa Loterias, chamou a atenção. “Ela tem um porte físico muito bom e realmente impressionou com as marcas conquistadas”, comentou Fábio Breda, um dos treinadores da Seleção Brasileira de Atletismo.


“Estou muito contente com os resultados e com a minha estreia no Circuito, mas sei que posso fazer melhor. Estou com o joelho esquerdo machucado, então não pude correr como gostaria. Sei que, por exemplo, nos 100m, posso correr na casa dos 12s70 (no Circuito, ela bateu o recorde brasileiro com 13s04). Agora é pensar nas etapas nacionais”, comentou Vitória.


No atletismo, o clube Minas Olímpica Uberlândia terminou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas, com 37 ouros, 12 pratas e sete bronzes. CETEFE, do DF, e ADEFU, de Uberaba, ficaram em segundo e terceiro, com 43 e 34 pódios, respectivamente.


O Circuito


O Circuito Caixa Loterias é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pela Caixa Loterias. Este é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e três nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.



O primeiro semestre de 2015 é reservado para as fases regionais. A primeira etapa foi a Norte/Nordeste, em Recife, no mês de março. A segunda (Rio/Sul) ocorreu em Curitiba, de 27 a 29 de março. A terceira (São Paulo), foi realizada na capital paulista nos dias 16 e 17 de maio. Esta foi a última regional. Toda definiram atletas habilitados a disputar as nacionais por meio de índices.


As fases nacionais começam no segundo semestre. Todas serão em São Paulo. A primeira será realizada de 3 a 5 de julho, a segunda, de 10 a 13 de setembro e, a terceira, de 5 a 8 de novembro.


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.