29/06/2015

Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência aponta propostas que serão encaminhadas para etapa estadual

A 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência foi realizada na Câmara de Vereadores e reuniu propostas que visam ampliar as políticas públicas de inclusão e acessibilidade.



Com o objetivo de buscar melhorias que garantam mais qualidade de vida para a pessoa com deficiência, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com o apoio da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, promoveu ontem (26), a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Com o tema “O desafio na implementação das Políticas da Pessoa com Deficiência: A transversalidade como a radicalidade dos direitos humanos”, a conferência reuniu a sociedade organizada para discutir políticas públicas que atendam às necessidades da população.

O gerente de Cidade, Ramiro Azambuja, ressaltou que a conferência é um momento fundamental para a sociedade discutir sobre pontos muito importantes como acessibilidade e inclusão. ”Lucas do Rio Verde tem realizado muitas ações para garantir os direitos das pessoas com deficiência, este debate é uma delas. Segundo o Ministério da Saúde, 10% da população tem alguma deficiência e objetivo da administração é levar qualidade de vida para toda população, por isso todos estão incluídos em nossas políticas”.

Após a abertura solene com autoridades, o evento contou com uma apresentação de dança com os alunos da Apae. Na sequência foi dado início às palestras com o representante do Conselho Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência e da Casa Civil de Mato Grosso, o assistente social Luiz Carlos Grassi.

Também houve palestra com o membro da Superintendência de Articulação das Políticas Públicas da Pessoa com Deficiência – Casa Civil de Mato Grosso, o pedagogo Jáison Gonçalves Leite.

O evento também contou com palestra do fundador do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (presidente por dois mandatos) e fundador da Associação Mato-grossense dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o pedagogo Mário Lúcio Guimarães de Jesus.

A secretária municipal de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro, destacou que o evento é uma oportunidade de reunir propostas viáveis que podem ser realmente colocadas em prática. “A população discutiu e debateu o que é viável para o nosso município para contribuir com a qualidade de vida das pessoas com deficiência que vivem aqui”.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Charlene Portes Sodeiro, a conferência teve a finalidade de ouvir as pessoas com deficiência e familiares para ver o que está faltando. “Metade das propostas da primeira conferência já foram efetivadas ou estão sendo finalizadas, e nesse encontro a população mostrou o que ainda precisa ser feito no município”.

Os três eixos temáticos que foram pautados são: Identidade de gênero e raça, Diversidade sexual e geracional; Órgãos gestores e de instâncias de participação social; Interação entre os poderes federados.

Nesses eixos foram sugeridas propostas que visam o fortalecimento dos profissionais da educação para a inclusão em sala de aula com formações continuadas, reforçar as políticas públicas da acessibilidade na mobilidade urbana, capacitação e incentivo para inclusão no mercado de trabalho, ter mais profissionais em órgãos públicos com formação em libras e fortalecer o conselho e estimular a participação da população.

As propostas eleitas na conferência municipal serão levadas pelos quatro delegados eleitos para representar o município na III Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência que acontece em setembro. A IV Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência ocorrerá em 07, 08 e 09 de dezembro de 2015.

Representando o segmento governamental dentro do conselho foi eleita como delegada Rosangela Prezotto, e como suplente Cleisse Ponciano Gonçalves. Representando o segmento não governamental no conselho foi eleita Charlene Portes, e como suplente Adriana Sotier Wolff.

Como representante da sociedade civil foi eleita Maria Helena Cargnelutti, e Maria Alice Azambuja como suplente. Também representando a sociedade civil, Felipe Willers Borba e como suplente José Vanderlei Gonçalves Viana.

Fontes: Enario MT
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.