13/05/2014

EUA aprovam braço protético avançado

AFP - Agence France-Presse


Reguladores americanos aprovaram nesta sexta-feira o lançamento no mercado de um novo tipo de braço protético que permite à pessoa dobrar alguns músculos para executar tarefas complexas.
O desenvolvimento do braço DEKA - apelidado de braço do "Luke" por causa da prótese hi-tech usada pelo herói de "Guerra nas Estrelas", Luke Skywalker - foi financiado pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA).
Testes feitos com 36 militares veteranos que perderam os braços mostraram que 90% descobriram que o dispositivo robótico permitiram a eles fazer tarefas que não poderiam executar com suas próteses anteriores, incluindo usar chaves e travas, preparar comida, se alimentar, usar zíperes e escovar os cabelos.
"Esta prótese inovadora dá uma nova opção às pessoas com certos tipos de amputações do braço", disse Christy Foreman, diretor do Departamento de Avaliação de Dispositivos no Food and Drug Administration, agência que gerencia alimentos e medicamentos nos Estados Unidos.
"O braço DEKA pode permitir a algumas pessoas executar tarefas mais complexas do que podem com as próteses atuais de uma forma que parece mais com o movimento natural do braço", continuou.
No entanto, não devolve as sensações ao usuário, um atributo que um estudo recente sobre outras próteses demonstrou ser possível.
A nova prótese é controlada por sinais elétricos de eletrodos eletromiográficos (EMG), que detectam a contração muscular perto da área onde a prótese se acoplou.
"Os eletrodos enviam os sinais elétricos para um microprocessador na prótese, que os traduzem em um movimento ou movimentos específicos", informou a FDA.
Os sinais permitem ao braço executar dez diferentes movimentos.

A prótese preta e prata tem a mesma forma e o mesmo peso do braço humano, e é fabricada pela DEKA Integrated Solutions, em Manchester, New Hampshire.

Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.