10/09/2013

Maquete do mobiliário da cozinha. Material de acessibilidade do Museu Casa de Portinari.

Maquete do mobiliário da cozinha. Material de acessibilidade do Museu Casa de Portinari.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa aos mais de 500 Municípios que possuem museus que o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), disponibilizou, em sua página, para consulta e download, o volume número 2 da série Cadernos Museológicos, publicado pela instituição no final de abril.

A publicação aborda o tema Acessibilidade a Museus, que deve contribuir para a adaptação das práticas, das instituições e dos espaços existentes, a fim de torná-los acessíveis a toda a população – com destaque para pessoas com deficiência.

De acordo com o Ibram, esse volume da série também tem a finalidade de suprir a carência de informações sobre o tema e contribuir para o processo de democratização do acesso à cultura.

Um dos capítulos do livro discorre sobre as experiências museais no Brasil e no mundo (ter acesso, ver, ouvir, sentir e tocar). São relatados nesse capítulo trabalhos realizados no Museu do Louvre, na França; no Museu de Arte Moderna, em Moma, nos Estados Unidos; no British Museum, na Inglaterra.

Além dos museus brasileiros, o Museu Histórico Nacional, e o Museu Villa-Lobos, que ficam no Rio de Janeiro.

As autoras são arquitetas e professoras pesquisadoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Cadernos Museológicos: Acessibilidade a Museus

A acessibilidade aos museus é um tema que interessa a todos e está previsto na legislação vigente no território nacional, assim como em normas, declarações, recomendações e tratados internacionais. De modo especial, o tema está presente no Estatuto de Museus, Lei no 11.904, de 14 de janeiro de 2009.

Para ter acesso a todo o conteúdo, faça o download clicando em Cadernos Museológicos Acessibilidade a Museus.


[ Fonte - Turismo Adaptado/CNM ]
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.