27/08/2013

Prefeitura de SP vai reformar calçadas em pontos turísticos da cidade

O projeto contempla as chamadas rotas acessíveis e totalizarão aproximadamente 90 mil m² de passeios públicos reformados


A Prefeitura de São Paulo vai realizar obras nas chamadas rotas acessíveis em pontos turísticos e de grande circulação da cidade. Os primeiros trechos já foram definidos pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida e contemplam as calçadas da Rua da Consolação, a interligação entre a Rua 25 de Março e o Mercado Municipal, e o entorno do Parque do Ibirapuera. Outros locais ainda estão em estudo. As obras serão executadas pela Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, com recursos do Governo Federal.

O projeto completo terá custo de R$ 19,5 milhões, que foram repassados à Prefeitura pelo Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Turismo. O anúncio foi feito pelo prefeito Fernando Haddad, a secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Francisco Macena, e o ministro do Turismo, Gastão Vieira, na quinta-feira passada (1/8). Somam-se a este valor, outros R$ 260 milhões que serão investidos em obras da Fábrica do Samba, Autódromo de Interlagos e Complexo do Anhembi.

As rotas acessíveis já definidas perfazem aproximadamente 43 mil m², incluindo os passeios públicos da Rua da Consolação (do cruzamento da Av. Paulista, passando pela Praça Roosevelt até a Biblioteca Mário de Andrade); Rua Maria Antônia; Rua Comendador Afonso Kherlakian e Rua da Cantareira (incluindo o Mercado Municipal e sua interligação com a Rua 25 de Março); além das Avenidas IV Centenário, República do Líbano, Pedro Álvares Cabral e Rua Manoel da Nóbrega (que fazem o entorno do Parque do Ibirapuera). Outros trechos, de aproximadamente 47 mil m², estão sendo estudados para receberem as obras, totalizando cerca de 90 mil m². “Por se tratarem de recursos do PAC do Turismo, obras precisam ser realizadas no acesso a pontos turísticos da cidade. Pensamos na região da Arena Itaquera e demais pontos que terão bastante circulação de pessoas durante a Copa do Mundo de 2014. Vamos definir esses outros locais juntamente com a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras”, afirmou a secretária Marianne Pinotti. As obras devem começar em quatro meses, após a conclusão do processo licitatório.

Todos os passeios públicos reformados contemplam as chamadas rotas acessíveis do Programa Emergencial de Calçadas, aos moldes do que foi feito na Avenida Paulista, permitindo que pedestres, incluindo pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida consigam transitar de forma segura e confortável. Entre as metas de governo do prefeito Haddad para os próximos quatro anos está a reforma de 850 mil m² das calçadas nas rotas acessíveis da cidade.

Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.