28/08/2013

Aquipode. Um guia colaborativo para localizar locais de acordo com suas necessidades.

Poder escolher locais de acordo com a acessibilidade pode evitar surpresas desagradáveis
O AquiPode.com é um guia de estabelecimentos, onde determinadas práticas são permitidas. Pesquisando com os filtros “cadeirante”, “fumante”, “totó”, “wi-fi”, “bicicleta”, entre muitos outros, você faz a busca de lugares de acordo com suas necessidades. O Aquipode promove o acolhimento do diferente e valoriza quem tem o cuidado de se adaptar para receber você da melhor forma possível.
Um estabelecimento “Aquipode”, é um lugar que aceita você, do jeito que você é. O estabelecimento se adaptou às suas necessidades para receber você. Usuários e donos de estabelecimentos podem indicar/cadastrar as casas. Totalmente grátis.
O que inicialmente foi decidido para resolver um problema da nossa pequena equipe hoje é um canal aberto entre o Aquipode e seu público: além de indicar, se você descobriu que a casa não possui realmente um banheiro adaptado, por exemplo, avise pela página da casa e os dados serão corrigidos. Aqui todos colaboram, e todos ganham com isso.
Assim que uma nova casa é indicada, avisamos o estabelecimento por email. Como o conceito é novo, eles tem a opção de se cadastrar em outras categorias que não aquelas indicadas pelos internautas.
Como surgiu o Aquipode
Assim que foi criada a lei antifumo, que ampliou o conceito de “ambiente fechado” para varandas e toldos, eu pensei: “Fumante vai ficar em casa?” Quem mais passa por algum tipo de dificuldade na hora de sair?
Como escolher um lugar para levar crianças sem incomodar as pessoas? Um restaurante sem cadeirões deixa claro que elas não são bem-vindas (o que é um direito deles), mas esta ‘restrição’ não aparece em lugar nenhum! E você já estacionou o carro, desceu com todas as tralhas…
E o constrangimento que você passa quando não cabe numa cadeira, ou pior, quando corre o risco de quebrá-la? E quando o neném suja a fralda? E assim foram surgindo as categorias Aquipode. Cadeirantes, quem vai de bicicleta, quem sai no meio de um trabalho mas precisa continuar “conectado”, quem não quer deixar o cachorro sozinho em casa…

Fonte: Aquipode e Blog Turismo Adaptado
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.