25/11/2012

A história da Brasileira que mora em Portugual Anne Caroline


   Conheci a Carol há uns 2 anos pela internet e desde então mantemos contato e trocamos experiências de vida de cadeirante. Gosto e admiro muito ela. 
   Leiam a história dela, é emocionante e nos faz ver que podemos tudo aquilo que queremos.

Nota do Blog: O texto foi escrito por Anne Caroline e por isso a ortografia é a de Portugual. 

   No dia 31 de Março de 1978, na maternidade de São Carlos, uma cidade do interior de São Paulo, Brasil eu vim ao mundo e  fui batizada com o nome Anne Caroline Soares.
   Já se passaram 33 anos após esse dia, e muitos acontecimentos marcaram a minha trajectória. Ao sair da maternidade fui morar com os meus pais em Rio Claro, também no interior de São Paulo. Meu pai trabalhava muito, como “gente grande” na Philips e minha mãe ia dar aulas de matemática numa cidade vizinha.
   Meu pai foi transferido alguns anos depois para Piracicaba, onde eu vivi alguns anos e a parte da minha adolescência que mais tenho recordações. Fui estudar para o colégio ClQ, e depois fui para o Colégio Salesiano Dom Bosco, que fiz amizades que permanecem até hoje.
   Em inícios do ano de 1992, meu pai recebe um convite para ser transferido para a Philips de Portugal. E aceitou. Eu, meus pais e dois irmãos pisamos o chão lusitano no dia 11 de Março.
   Sonhos, expectactivas, planos, ansiedade, era o que estava a sentir. Estava entusiasmada, mas foi difícil deixar o meu País, que sinto muitas saudades.
   A adaptação não foi fácil, os portugueses são simpáticos, mas muito mais fechados que o nosso povo. E o frio para mim, é um grande obstáculo para a adaptação.
   Entrei para a faculdade em Coimbra no curso de Comunicação na Escola Superior de Educação de Coimbra. Foi a melhor época da minha vida, sem dúvida. Realizei um estágio em Lisboa numa rede de televisão portuguesa, a Tvi , no qual aprendi muito. E sou jornalista e relações públicas.
   Em Janeiro de 2002, acabei o curso e fui trabalhar como delegada comercial em uma empresa de vendas na região de Coimbra.
   Meu percurso na vida profissional foi interrompido no dia 11 de Maio do mesmo ano, quando sofri um acidente de viação que deixou-me tetraplégica. Meu pai ao receber a noticia, sofre seu primeiro AVC. Minha mãe dividia sua atenção entre os dois pisos. Ficamos internados no mesmo hospital.
   Desde então, tudo mudou. Tive que reaprender a viver. E reaprendi!
   Fui fazer um estágio não remunerado na Biblioteca municipal de Espinho que durou dois anos. E outros dois anos no Centro Multimeios de Espinho. Minha função era contar histórias para as crianças das escolas. Não fiquei contratada.
   Decidi escrever para elas. E assim surgiu meu primeiro livro infantil o Joquinha na cidade do Miau. Fala dum gato que fica em cadeira de rodas para mostrar que o diferente é ser igual. Dia 17 de Dezembro lancei o segundo livro chamado Joquinha na nuvem da Mafalda. Neste livro Joquinha é levado até as nuvens, onde conhece personagens que enfatizam o respeito e a solidariedade.
  E no dia 24 de Novembro, na biblioteca municipal de Espinho lançei o livro infantil Joquinha e a Coruja Felizberta. A história é do ínicio ao fim cativante. O Joquinha e seus amigos unem-se para salvar a coruja que fica em apuros após uma queda duma árvore.
    Visito escolas, colégios e infantários a divulgar os meus livros e a passar a mensagem que os deficientes são úteis, e tentar conscientizar para formar adultos sem preconceito.
   No meu blog carol-blogspot.blogspot.pt podem acompanhar minhas visitas.
   Desde já agradeço muito a Fernanda Zago, por esta oportunidade de mostrar minha história e meus projectos no seu blog. E aproveito a oportunidade, para mostrar que estou receptiva a projectos de visitas escolares, bem como uma oferta de trabalho. 

Contactos:
Telefones: celular- 96-5480-960, rede fixa - 309965283
Proxima Anterior Inicio

2 comentários:

  1. Sou brasileira e vivo em Portugal há 20 anos. Conheço a Anne Caroline desde a época em estagiava no ventre da mamãe Marli.
    Sou testemunha desta fortaleza em forma de mulher e a ela e a seus pais "tiro meu chapéu"!!!
    É um orgulho te-los como amigos!
    Parabéns Carol e desejos de muito sucesso, pq vc merece!!

    ResponderExcluir
  2. Conheço a Carol há quatro anos,como o tempo passa...foi uma das minhas primeiras amizades ,uma grande amiga.Uma mulher inteligente,extrovertida,sonhadora,determinada,um exemplo para muitas pessoas .Uma menina, mulher que vive a vida intensamente. Minha querida Carol,vc é na minha minha vida um tesouro sem tamanho. Adoro ver seu sorriso de felicidade,aquele olhar brilhante que deseja ir sempre mais longe. Orgulho tê-la por perto e queria muuuuito que fosse bem mais perto rs mas sempre damos um jeitinho para tudo ,não é?.

    Letícia

    ResponderExcluir

Seu Comentário é muito importante para nós.