Nova esperança para restaurar movimento após lesão medular!

Compartilhe


Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Indiana, EUA, fizeram várias novas descobertas no campo das lesão medular (LM). Mais recentemente, a equipe liderada pelo Dr Xiao-Ming Xu, vem trabalhando para determinar como ativar o movimento após uma lesão na medula espinhal no nono nível torácico, onde são interrompidas as fibras nervosas do cérebro até a medula espinhal.

Em vez de focar no local da lesão, o pesquisador Qi Han e seus colegas modularam os circuitos lombares poupados abaixo da lesão para melhorar a recuperação da lesão medular, usando modelos animais.

Lesão medular e os circuitos motores

A equipe revelou que a neuromodulação de circuitos motores lombares interrompidos por terapia neurotrófica melhorou o desempenho locomotor. “Ainda não existem tratamentos definitivos para pacientes com LM. No entanto, a esperança de restaurar a função motora continua a aumentar, por um bom motivo. Descobrimos que, apesar de nenhum dano direto da LM torácica, o circuito lombar sofre uma profunda neurodegeneração, que destacamos como um novo alvo terapêutico promissor para promover a neuroproteção”,disse Han.

A lesão medular interrompe as vias no local da lesão e afeta os MNs, fazendo com que seus dendritos se retirem ou se atrofiem abaixo da lesão, o que pode levar a movimentos diminuídos ou função locomotora. Anteriormente, a equipe de pesquisa era capaz de melhorar a recuperação locomotora e reduzir a atrofia dendrítica do MN após um LM moderado e contusivo no nono nível torácico, transportando Neurotrophin-3 (NT-3) para MNs lombares.

O NT-3 é conhecido como um fator trófico que contribui para a sobrevivência e o crescimento neuronal. Essas descobertas mais recentes da pesquisa estendem o papel do NT-3 na modulação da reorganização do circuito propriospinal-MN, o que explica a melhoria da função locomotora após a LM.

Os pesquisadores também foram capazes de determinar que uma lesão moderada no nono nível torácico interrompe as projeções do trato corticoespinhal e trato espinhal até a medula espinhal, mas mantém algumas transmissões neurais que podem ser reforçadas pela terapia com NT-3.

Além disso, eles descobriram que a via poupada, composta por uma coleção de fibras nervosas, a saber, a via propriospinal descendente, conectando-se à medula espinhal lombar, está funcionalmente associada à recuperação locomotora mediada por NT-3 após a LM. Sua pesquisa também sugere que o NT-3 apóia a recuperação do MN promovendo o rebrote dendrítico.

Dr Xu diz que espera que suas descobertas em modelos animais estabeleçam as bases para mais pesquisas sobre terapia com NT-3 para ajudar pacientes com Lesão medular no futuro.
_____________________
Essas descobertas foram publicadas na revista científica Nature Communications.
* “Descending motor circuitry required for NT-3 mediated locomotor recovery after spinal cord injury in mice” – 2019.

Autores da pesquisa: Qi Han, Josue D. Ordaz, Nai-Kui Liu, Zoe Richardson, Wei Wu, Yongzhi Xia, Wenrui Qu, Ying Wang, Heqiao Dai, Yi Ping Zhang, Christopher B. Shields, George M. Smith & Xiao-Ming Xu – 10.1038/ s41467-019-13854-3

Fonte: Ser Lesado

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Ruth Maria

Live com a Ruth Maria
Os desafios e aprendizados da vida na cadeira de rodas.

Live sobre O olhar para a sexualidade.

Live sobre O olhar para a sexualidade.
Converso com a Andréia Ribeiro @realizemudancas sobre O olhar para a sexualidade.

Live com Marcos Zufelato

Live com Marcos Zufelato
Família sobre Rodas com Marcos Zufelato 12/08/2020