Veículo adaptado garante acessibilidade a cadeirantes na praia

Compartilhe

Pessoas com deficiência e mobilidade reduzida podem conduzir o equipamento por meio de um controle remoto


Aproveitar o banho de mar e passear pela areia da praia podem parecer atividades simples, mas para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, há muitos obstáculos a serem superados. Pensando nisso, um estudante do Instituto Federal do Rio Grande do Norte desenvolveu o projeto “Crab”, que leva o nome, em inglês, de um animal que apresenta grande habilidade em se locomover na areia: o caranguejo.   

A iniciativa do aluno Iago Souza contou com o apoio da colega Maraysa Araújo e dos professores Artur Salgado e João Teixeira. Ela surgiu depois que o estudante ouviu relatos a respeito das dificuldades de deslocamento de um cadeirante nas praias da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. 

Como funciona o veículo adaptado?

Pessoas com deficiência e mobilidade reduzida podem subir com sua cadeira de rodas na plataforma do “Crab”, por meio de uma rampa, e conduzir o veículo adaptado pela areia da praia utilizando apenas um controle remoto. Para evitar que as rodas do equipamento afundem, ele conta com seis rodas largas que apresentam sistema de tração. 

O “Crab” tem capacidade para transportar uma cadeira de rodas com até oitenta quilos e sua bateria é alimentada por energia solar, podendo alcançar a duração máxima de sete horas. Duas vezes por ano, o primeiro protótipo em escala real do veículo adaptado é disponibilizado na orla de Natal, permitindo que cadeirantes consigam se locomover até a faixa de areia perto do mar. 

Do Rio Grande do Norte para todo o Brasil

O objetivo dos idealizadores do “Crab” é levar o projeto a diversas praias do país, por meio de parcerias ou da transferência de tecnologia, para que outras unidades do veículo possam ser produzidas. Dessa forma, mais pessoas com deficiência e mobilidade reduzida vão poder exercer seus direitos fundamentais de acessibilidade e mobilidade. 

O veículo adaptado foi apresentado e premiado em diversos eventos no Brasil, como na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, em São Paulo, e na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, no Rio Grande do Sul. No exterior, o projeto também teve grande destaque e ficou em primeiro lugar no Infomatrix, concurso de projetos estudantis de ciência, tecnologia e empreendimento realizado no México.

Confira algumas dicas de praias com acessibilidade no Brasil

Se você quer ficar por dentro de outras iniciativas de acessibilidade no Brasil, siga a página do Guiaderodas no Instagram e acompanhe o nosso blog!

Carina Melazzi

Fonte: Guia de Rodas

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Isabela Ribeiro

Live com a Isabela Ribeiro
Converso com a Isabela sobre Autoestima e superação

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020