TECNOLOGIA Dorina Nowill e Google: mais de 800 pessoas com deficiência visual beneficiadas com acessibilidade tecnológica

Compartilhe

Dorina Nowill e Google: mais de 800 pessoas com deficiência visual beneficiadas com acessibilidade tecnológica


O celular é hoje, praticamente, um item obrigatório para estar conectado e informado sobre o mundo. Segundo uma pesquisa da FGV, no Brasil há mais smartphones do que pessoas, totalizando 242 milhões de aparelhos para pouco mais de 214 milhões de habitantes, de acordo com o IBGE.

Para as pessoas com deficiência visual, nem todos os celulares são fáceis para uso, pois não possuem as adaptações necessárias. Apenas no Brasil, são — pelo menos 6,5 milhões de pessoas cegas e com baixa visão. Por isso, o projeto Hardware for Good Brasil chega a uma nova fase com mais 800 entregas de smartphones. Os aparelhos, da Motorola e com plano de acesso à internet, possuem ferramentas que facilitam o uso para quem precisa da acessibilidade tecnológica.

A Fundação Dorina Nowill para Cegos foi responsável pela identificação de instituições que atendem pessoas com deficiência visual e selecionou 4 organizações de diferentes estados e fará a capacitação e acompanhamento das pessoas beneficiadas, dando o suporte necessário durante um ano. Após esse período, o aparelho permanece com o beneficiado. Para auxiliar com a configuração e personalização dos smartphones, será disponibilizado um e-book explicativo.

O lançamento dessa segunda etapa da parceria foi feito em Teresina/PI. As entregas estão previstas para este e o próximo mês.

Os smartphones com sistema operacional Android possuem funcionalidades como Transcrição Instantânea, no qual é possível visualizar legendas em tempo real enquanto a pessoa conversa, ou ainda transcrever vídeos, podcasts, mensagens de áudio ou até gravações próprias, sem precisar de conexão de internet. Além disso, também possuem Amplificador de Som, que permite a filtragem de ruídos de fundo e o ajuste à forma que você escuta, basta conectar os fones de ouvido.

Outra ferramenta é o TalkBack, solução que já vem integrada ao Android, transforma em texto tudo aquilo que é visual e permite que a abertura de aplicativos, edição de textos e navegação entre telas seja feita com o uso da fala. O Lookout é outra ferramenta pensada para aqueles que possuem baixa visão. Com ele, por meio da câmera do celular e com ajuda da inteligência artificial, é possível identificar o que está à volta. Basta enquadrar um objeto para descobrir o que ele é. Por exemplo, quais alimentos estão no seu prato.

A mobilidade também não foi esquecida. O Android está pronto para ser utilizado em conexão às ferramentas externas, como teclados ou computadores, pensando naqueles que não conseguem usar os celulares.

Todas as soluções oferecidas e materiais preparados sobre o tema estão reunidos na página sobre acessibilidade do Android.

Acesse o LINK: https://www.android.com/accessibility/#hearing-help-everyone

Fonte: Revista Reação

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Isabela Ribeiro

Live com a Isabela Ribeiro
Converso com a Isabela sobre Autoestima e superação

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020