Bot (robô) promete transcrever com precisão áudios do WhatsApp para surdos

Compartilhe

 Uma nova ferramenta alternativa para WhatsApp permite transcrever mensagens de áudio.


Chamada “Viratexto”, criação da empresa Take Blip, a ferramenta é um contato especial acessível via WhatsApp que, quando recebe um envio em áudio no app, o transforma em texto.

Para usar a Viratexto, o usuário deve adicionar o número (31) 97228-0540 na lista de contatos do celular, entrar em contato com a conta no WhatsApp e enviar a mensagem de áudio de até 4 minutos que deve ser transcrita. O bot, então, devolverá uma mensagem com o conteúdo da mídia em texto.

Essa função é perfeita para pessoas que não gostam de ouvir áudios (nem mesmo em velocidade acelerada), ou não podem fazê-lo por estarem em lugares barulhentos ou sem fones de ouvido. Além disso, o recurso também pode ser uma adição importante em acessibilidade, principalmente para pessoas surdas.

Ideia surgiu de repente

O mecanismo da Take Blip nasceu de uma necessidade comum de dentro da empresa. “Criamos o Viratexto para facilitar o nosso dia a dia na empresa e começamos a testá-lo internamente”, contou o Diretor de Pesquisa e Inovação da Take Blip, Milton Stiilpen. “Em pouco tempo, vários funcionários se engajaram e passaram a usar o recurso de transcrever áudios do WhatsApp em texto”.

Observando o sucesso da ferramenta, a empresa decidiu levar a ideia para frente e ampliar sua capacidade para uso em território nacional. A expectativa da companhia é transcrever mais de 50 mil áudios nas próximas semanas.

Essa ideia, porém, não é inédita. No Telegram, contatos automatizados que transformam mensagens de áudio em texto existem já há bastante tempo — e até já foram esmiuçadas pelo CT. A diferença, neste caso, está na disponibilidade da funcionalidade.

E a privacidade?

Naturalmente, por se tratar de uma ferramenta externa, uma das preocupações comuns está relacionada à privacidade. Em contato com o Canaltech, a Take Blip ressaltou que “todos os dados são tratados de forma sigilosa e armazenados com segurança”.

“A segurança de dados é uma prioridade no funcionamento da Plataforma Blip e com o Viratexto não seria diferente. Levamos a sério o cumprimento das legislações aplicáveis, a exemplo da LGPD. Antes de utilizar o contato inteligente, o usuário tem acesso ao Termo de Uso, um documento com linguagem simples que contém todas as informações do tratamento dos dados feitos por Take Blip”, explicou a empresa.

Segundo a companhia, os dados dos áudios são armazenados temporariamente, de acordo com a finalidade do uso e com as previsões da LGPD. Além disso, uma vez que a ferramenta não é mais necessária, é possível suspender seu uso com facilidade.

Fonte: Libras Sol

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Isabela Ribeiro

Live com a Isabela Ribeiro
Converso com a Isabela sobre Autoestima e superação

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020