O que é moda inclusiva e por que ela é tão importante?

Compartilhe


Segundo o último censo demográfico feito pelo IBGE, em 2010, o Brasil tinha mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência visual, física-motora ou mental.

Com números tão robustos, é muito provável que você que nos lê conviva ou pelo menos conheça ao menos uma Pessoa com Deficiência (PcD). E você consegue imaginar o que ela precisa fazer na hora de comprar roupas e na hora se vestir?

Quem tem para ou tetraplegia, por exemplo, sofre com as camisas compridas que ficam cobrindo as pernas e as calças que apresentam sobras quando se está sentado. Os deficientes visuais também sofrem, mas, geralmente, é com a escassez de informações sobre as características das roupas que estão adquirindo e usando.

Pensando na causa destas pessoas que se criou o conceito de moda inclusiva. O principal objetivo é oferecer moda e bem-estar para as Pessoas com Deficiência (PcD), pois elas também querem andar na moda e se sentir bem com as roupas que vestem.

O que é moda inclusiva

Tecnicamente, podemos definir a moda inclusiva como sendo a parte da indústria fashion que busca fazer roupas atendendo as necessidades das Pessoas com Deficiência (PcD).

A principal finalidade de quem faz a moda inclusiva é oferecer roupas confortáveis, simples e práticas para os deficientes. Ou seja, a intenção é facilitar o ato de se vestir, mas sem deixar de lado os designs bonitos e inovadores que, afinal de contas, todos procuramos quando vamos às compras.

Porque a moda inclusiva é tão importante

Se você convive com algum deficiente, sabe que a vida deles não é fácil. Como a maioria das cidades brasileiras não têm infraestrutura e serviços adequados para eles, coisas muito simples, como comprar pão e obter atendimento em repartições públicas podem ser bem difíceis.

Vestir-se é uma destas atividades difíceis para muitos deficientes, isso porque boa parte da indústria ainda não se convenceu da necessidade de criar roupas ‘adaptadas’ para as necessidades destas pessoas.

É por isso que a moda inclusiva é tão importante para este grupo. É através deste setor da indústria que eles conseguem encontrar produtos desenhados e feitos para atender as suas demandas que, afinal de contas, não são tão complexas e inalcançáveis assim.

Quais as principais inovações da moda inclusiva

Podemos dizer que quem trabalha com moda inclusiva trabalha de forma conjunta com a inovação da indústria fashion. Isso porque, boa parte das alternativas criadas surgem de mudanças criativas e simples de elementos que já estavam presentes nas roupas, mas que ganham novas funcionalidades através das alterações.

Camisas sociais com fechamento em velcro

Homens que têm mobilidade reduzida, principalmente nos membros superiores, acabam sofrendo muito para vestir roupas mais tradicionais, como as camisas sociais de botão.

Uma alternativa simples criada por estilistas da moda inclusiva foram as camisas com fechamento com velcro. Os botões são mantidos apenas em sua função decorativa.

Outros estilistas criaram botões que são, na verdade, ímãs. Com isso, o fechamento das roupas fica muito mais simples.

Etiquetas em braile

Outra solução muito bem recebida pelos deficientes, especialmente os visuais, foi a criação de etiquetas em braile. Assim, os cegos conseguem se informar sobre as características da roupa, como que tipo de tecido eles têm em mãos, como deve ser lavado, etc.

Cabides que gravam informações

Outra solução criada especialmente para os deficientes visuais foram os cabides que gravam as informações da roupa.

Este cabide tem dois botões: com um, o deficiente grava a informação sobre a peça que quer guardar ali. Quando o segundo botão é acionado ele escuta o que foi gravado.

Bolsos adaptados para os cadeirantes

Outra inovação da moda inclusiva são os bolsos ‘adaptados’, isto é, aqueles que são colocados em partes mais acessíveis para os cadeirantes, como as laterais e a parte da frente das calças. Isso porque, como eles ficam sentados, os bolsos traseiros são pouco funcionais para eles.

Calça jeans com elástico

As calças jeans são roupas super básicas no guarda-roupas da população mundial. E as Pessoas com Deficiência (PcD) também adotam a peça em seu dia a dia. No entanto, quem precisa utilizar fraldas acaba sofrendo mais, principalmente porque a roupa pode acabar apertando demais e machucando, por exemplo, a região da barriga.

Para evitar esse tipo de situação, os estilistas da moda inclusiva criaram peças com elástico na parte de trás, para que a roupa fique um pouco mais folgada e não prejudique o conforto dos deficientes.

Viu só como a moda pode trabalhar para melhorar a autoestima e o bem-estar de todos e, especialmente, das Pessoas com Deficiência?

Fonte: Medium

Compartilhe

Um comentário:

  1. Achei tudo perfeito.
    Parabéns aos idealizadores da moda inclusiva. Vocês fazem a diferença é nós agradecemos.

    ResponderExcluir

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020

Live com a Ruth Maria

Live com a Ruth Maria
Os desafios e aprendizados da vida na cadeira de rodas.