Dia Mundial do Autismo: “Respeito para todo o espectro”

Compartilhe


Instituto Mauricio de Sousa participa da campanha nacional de 2020

Em 2020, pela primeira vez, a comunidade envolvida com a causa do autismo no país todo segue unida, em uma campanha nacional com tema único: “Respeito para todo o espectro”, para celebrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que acontece hoje, dia 2 de abril.

A data foi criada em 2007 pela ONU (Organização das Nações Unidas) e desde então os cartões-postais de todo o planeta se iluminam de azul. No Brasil, o Cristo Redentor é quem se acende para lembrar a data e chamar a atenção da mídia e da sociedade.

E o André, personagem autista da Turma da Mônica, não poderia ficar de fora. Com a parceria entre o Instituto Mauricio de Sousa e a Revista Autismo, André figura um dos cartazes da campanha nacional, aumentando a conscientização.

O objetivo é alertar adultos e crianças sobre a importância de se informar a respeito do autismo, cada vez mais diagnosticado em todo o mundo por conta de maior disseminação de informação. Em parceria com a revista, toda edição da publicação traz uma história em quadrinhos inédita do André e da Turma da Mônica. Já foram publicadas cinco histórias na revista, além da tirinha especial.

“Criamos o André inicialmente para participar de vídeos e revistas institucionais e conscientizar os pais sobre os sinais do autismo. Hoje, ele integra as historinhas da Turma da Mônica, mostrando às crianças como podemos aprender com as diferenças. Eu mesmo tenho aprendido muito desde a criação do personagem. Ficamos muito satisfeitos de ter o André na campanha”, diz Mauricio de Sousa.

#RESPECTRO

Ao mencionar “todo o espectro” no tema, a campanha deixa claro que há uma extensa diversidade, um espectro, na maneira como o autismo afeta cada indivíduo, havendo desde pessoas com graves comprometimentos e comorbidades (outras condições de saúde associadas, como epilepsia e deficiência intelectual) até os chamados “autistas de alto funcionamento”, com sinais e sintomas leves do transtorno (antigamente diagnosticados com síndrome de Asperger). Por isso, o nome técnico ganhou a palavra “espectro”, Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), pela grande variação de características e intensidades.

O pedido é por respeito nas políticas públicas, respeito no tratamento e terapias, respeito na inclusão no mercado de trabalho, na educação, em eventos, na sociedade de um modo geral e, logicamente, mais informação e menos preconceito. 

A ONU, por meio da Organização Mundial da Saúde (OMS), considera a estimativa de que aproximadamente 1% da população mundial esteja dentro do espectro do autismo, a maioria sem diagnóstico. No Brasil, temos apenas um estudo de prevalência de TEA até hoje, um estudo-piloto, de 2011, em Atibaia (SP), de 1 autista para cada 367 habitantes (ou 27,2 por 10.000) — a pesquisa foi feita apenas em um bairro de 20 mil habitantes da cidade. Segundo a estimativa da OMS, o Brasil pode ter mais de 2 milhões de autistas.


Fonte: Vida + Livre

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Ruth Maria

Live com a Ruth Maria
Os desafios e aprendizados da vida na cadeira de rodas.

Live sobre O olhar para a sexualidade.

Live sobre O olhar para a sexualidade.
Converso com a Andréia Ribeiro @realizemudancas sobre O olhar para a sexualidade.

Live com Marcos Zufelato

Live com Marcos Zufelato
Família sobre Rodas com Marcos Zufelato 12/08/2020