Dia 11 de outubro - Dia do Deficiente Físico

Compartilhe

   Queridos leitores, recebi este vídeo de meu amigo Vilson, cadeirante. Ele contou a história deste maestro e venho aqui compartilhar com vocês. 
   O Maestro é o Tenente Agostinho, mineiro de Barbacena, que sofreu um acidente de moto e teve lesão nível C5 ficando tetraplégico por mais de um ano. Hoje está andando, ficando apenas com uma pequena sequela no braço e na perna direita.
    Como é bom saber de casos que a pessoa volta a andar. Infelizmente na maioria dos casos não acontece isso. Coloco este vídeo com ele de maestro para comemorar essa conquista e oferecê-la a todos nós que continuamos como cadeirantes. Esta música nos faz lembrar o tempo bom de vitórias do nosso querido Ayrton Senna e por isso se encaixa a nós, porque somos VITORIOSOS. 




   A deficiência física é definida como uma desvantagem, resultante de um comprometimento ou de uma incapacidade, que limita ou impede o desempenho motor de determinada pessoa.

* Portaria nº 1.130, de 18 de Junho de 2002 - Documento inclui no Sistema SIA/SUS procedimentos como fornecimento de órteses, próteses e meios de locomoção


   A Declaração dos Direitos das Pessoas Deficientes elaborada pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1975, definiu o deficiente físico como uma pessoa incapaz de assegurar, por si mesma, total ou parcialmente, as necessidades de uma vida individual ou social normal, em decorrência de uma deficiência, congênita ou não, em suas capacidades físicas. Mas esse conceito está ultrapassado, por não enfocar as aptidões que o portador de deficiência também possui. 
   Segundo a Profa. Dra. Lígia A. Amaral, são considerados pessoas com deficiência física os indivíduos que apresentam problemas ortopédicos que incidam sobre a possibilidade de motricidade voluntária, impedindo-os total ou parcialmente, dentro de padrões considerados normais para a espécie humana. A deficiência física pode ser chamada de deficiência mecânica ou motora (...) 
   As mutilações e as sequelas motoras (sejam de causas ligadas a moléstias ou acidentes) podem ser subdivididas de acordo com os sistemas orgânicos de origem, que foram afetados:



* de origem encefálica: neste grupo incluímos a esclerose múltipla, o AVC e a Paralisia Cerebral

* de origem espinhal: neste grupo estão incluídas poliomielite, traumatismos com ruptura ou compressão medular, má-formação, como espinha bífida, por degeneração, como a Síndrome de Werdnig-Hoffmann, etc.
* de origem muscular: especialmente a distrofia muscular progressiva (ou miopatia)
* de origem ósteo-articular: são aqui incluídas a luxação coxo-femural, artrogripose (contração permanente da articulação) múltipla, ausência congênita de membros ou partes de, formas distróficas como osteocondriosis (coxa plana), osteogenesis imperfecta (doença que fragiliza o tecido ósseo, sendo popularmente chamada de “ossos de vidro”), condodistrofia, amputações, entre outras.

Parabéns a todos nós deficientes físicos! 

Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Unawheel - Entrega e primeiro passeio
Unawheel - Entrega e primeiro passeio

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Lives da Fê no Insta

Live com a Isabela Ribeiro

Live com a Isabela Ribeiro
Converso com a Isabela sobre Autoestima e superação

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live sobre Pessoas com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?
Converso com a Váleria Schmidt @schmidt sobre Pessoa com deficiência: Exemplo de superação? Ou não?

Live com Roberto Denardo

Live com Roberto Denardo
A pessoa com deficiência na vida pública 06/10/2020