Sugestões Culturais



Queridos leitores, esta página terá sugestões culturais (livros, filmes) muito especiais. Histórias de pessoas com algum tipo de deficiência que tem muito a nos ensinar. Espero que gostem e se souberem de mais algum me falem, ok!

Filmes:

  • Encontro às escuras - Conta a história de um rapaz cego a procura de um amor.


  • O Escafandro e a Borboleta - História real de Jean-Dominique Bauby, o poderoso editor de revista Elle, que de uma hora pra outra, se vê encarceirado em seu próprio corpo ao sofrer um derrame devastador. Com movimento de apenas um olho, ele se comunica com o mundo externo. Um filme obrigatório.


  • Meu nome é Rádio - História real de um jovem chamado Rádio que possui necessidades especiais que a princípio é rejeitado, apesar de aparentemente feliz.


  • Menina de ouro - A força de determinação de um mulher que ama lutar boxe e faz de tudo para ser vencedora. Só que uma luta muda sua vida completamente.  


  • Simples como amar - que se tratava da histo'ria de uma jovem com deficiencia mental e sua luta para conseguir mostrar que era responsavel e que podia morar sozinha e ser independente. 


  • Perfume de mulher - Frank Slade (Al Pacino), um tenente-coronel cego, viaja para Nova York com Charlie Simms (Chris O'Donnell), um jovem acompanhante, com quem resolve ter um final de semana inesquecível antes de morrer. Porém, na viagem ele começa a se interessar pelos problemas do jovem, esquecendo um pouco sua amarga infelicidade. 


  • A primeira vista - Amy (Mira Sorvino) se apaixona por Virgil (Val Kilmer), homem bonito que ficou cego acidentalmente na infância. Surge uma esperança, através de um novo tratamento experimental, e Virgil operado com sucesso. Ele recomeçará tudo de novo, aprendendo mais uma vez a enxergar a luz do dia e, quem sabe, descobrir a força do amor. Gênero: Romance
Filmes com Audiodescrição

  • O Contador de Histórias - filme brasileiro, de Luiz Villaça, com a atriz portuguesa Maria de Medeiros, Marco Antonio Ribeiro, Paulinho Mendes e Cleiton Santos. O filme reproduz a história de Roberto Carlos Ramos, egresso da Febem, educador e considerado um dos maiores contadores de histórias do mundo. Aos 6 anos de idade, Roberto Carlos Ramos é deixado em uma entidade assistencial por sua mãe, que tem a esperança de estar lhe proporcionando melhores condições de vida. Aos 13, porém, Roberto continua analfabeto, tem mais de 100 fugas e várias infrações no currículo e é considerado "irrecuperável". Mas o encontro com uma pedagoga mudará para sempre sua vida. Gênero: Drama
  • Antes que o Mundo Acabe - Filmado em 2007 com locações em Taquara, Rolante e Santo Antônio da Patrulha, o longa conta uma história ambientada numa pequena cidade agrícola no Rio Grande do Sul. Certamente, o fato da cidade ser pequena muda a forma como os personagens são definidos: eles sonham em morar em Porto Alegre, andam de bicicleta e se divertem jogando pedras nos rios, ao mesmo tempo em que conversam por webcam. É como se os moradores ficassem por um lado parados no tempo, brincando com brinquedos antigos, sem deixar de lidar com a modernidade característica da internet. A rapidez das experiências também está em foco. Daniel (Pedro Tergolina) tem 15 anos e vive numa pequena cidade no interior o Rio Grande do Sul. Em sua existência restrita, vive seus pequenos dramas: uma namorada que não sabe o que quer, o melhor amigo sendo acusado de ladrão e o pai que reaparece depois de 15 anos, mostrando para o menino, por meio de fotografias, que existe muito mais além das fronteiras de seu restrito mundo. Gênero: Drama

Livros: 


  • Como Vencer os Desafios da Contratação de Pessoas com Deficiência - editado pela i.Social, lançado no ano passado por Andrea Schwarz e Jaques Haber


  • Na minha cadeira ou na tua? - Aos dezenove anos, uma doença colocou uma cadeira de rodas no caminho de Juliana Carvalho. Sem esconder os momentos dolorosos e a vontade de desistir, este relato autobiográfico extrai humor e esperança de situações difíceis e expõe a mistura de tragédia e comédia que caracterizam a sua – e a nossa – complexa condição humana.




  • Inclusão - conceitos, histórias e talentos das pessoas com deficiência. A ideia é apresentar aos leitores informações, acompanhadas de relatos de práticas e acontecimentos do dia a dia, a fim de preparar os processos desses indivíduos no mercado de trabalho com mais responsabilidade e envolvimento coletivo nas organizações. http://www.qualitymark.com.br/product.aspx?product_id=9788573039016


  • Minha Vida Sobre Rodas me faz capaz de sonhar e voar -  essa a história do menino que desafiou terríveis probabilidades médicas. Quando nasceu, em Barreiras (BA), uma semana depois do parto, a mãe procurou o melhor pediatra da cidade. Pagou-lhe o que não podia para ouvir algum alento. O médico, sem a menor sensibilidade, disse à mãe do bebê: "Essa criança tem problema no corpo inteiro. Não vai viver muito. Como vão criar um menino assim?" Entre lágrimas e desespero, a mãe saiu daquele consultório carregando o filho nos braços. Carrega até hoje, 13 anos depois. E nunca dele desistiu.  Editado pela Thesaurus Editora, 2008, 48 páginas, ilustrado, colorido. Venda deste livro será todo repassada ao Jéferson para que ele possa comprar a sua cadeira de rodas. http://www.thesaurus.com.br/livro/1848/minha-vida-sobre-rodas-me-faz-capaz-de-sonhar-e-voar/


  • O Cotidiano de um Deficiente - Perguntas e Respostas -Esta obra tem por finalidade elucidar dúvidas e curiosidades dos deficientes e de pessoas que não possuem deficiência.Por muitas vezes, as pessoas querem perguntar, querem saber coisas sobre o dia-a-dia de uma pessoa deficiente mas, por medo ou receio de constrangê-la, ficam sem graça em fazê-las e, com isso, cria-se um distanciamento entre elas. A maioria da bibliografia existente no mercado é muito complexa e recheada de termos técnicos, que dificultam a leitura de uma pessoa leiga.  
    http://www.thesaurus.com.br/livro/2063/o-cotidiano-de-um-deficiente-perguntas-e-respostas


  • SEXO - CAMINHO PARA A REABILITAÇÃO - Trata-se de um estudo sobre a sexualidade de homens com paraplegia por lesão medular traumática em processo de reabilitação - temas dos mais delicados, cercado em geral, por ambigüidades e preconceitos, porém desenvolvido neste livro com imensa sensibilidade e acuidade.
    Autor: Arlete Camargo De Melo Salimene
    Editora: CORTEZ
    Área: COMPORTAMENTO E SEXUALIDADE
    Como Comprar: Livraria Resposta


  • Revolução Sexual Sobre Rodas (Fabiano Puhlman) - É um livro mais técnico, escrito pelo psicólogo Fabiano Puhlman, que é cadeirante. Não conta a história de vida do autor, mas fala sobre situações vividas por algumas pessoas. O livro é elogiadíssimo por terapeutas. 


  • Velejando a Vida (João Carlos Pecci) - Segundo livro do Pecci, que conta a história dele tentando engravidar a mulher.  É um livro interessante para quem é lesado medular e está planejando ter filhos, mas não fala quase nada sobre a primeira fase da reabilitação. 


  • No Silêncio do Sexo (Ricardo Marcondes) - Quando li esse livro, adorei! Tinha conhecido o autor – um sujeito pra lá de carismático – em um curso no CVI do Rio e corri atrás do meu exemplar. O livro aborda o sexo antes e depois da lesão de uma forma natural e sem pudores com a qual me identifiquei de imediato. Claro que eu sou muito menos canalha e galã do que o autor, mas vivi várias das situações relatadas no livro. A primeira ida dele ao motel é um clássico! Recomendo, principalmente para os homens.


  • Quebra de Script (Thomaz Magalhães) - O Quebra de Script conta a história de Thomaz Magalhães, um empresário bem sucedido que virou cadeirante após cair do cavalo (literalmente). O livro é bastante focado na questão da superação e o autor faz um paralelo da sua reabilitação e determinação com o mundo dos negócios. O livro é mais sobre negócios e religião – Thomaz é um católico pra lá de dedicado – do que outra coisa. “Quebra de Script” pode ser bem interessante para quem busca apoio na fé.


  • Caminhando em Silêncio - pela Giz Editorial - uma introdução à trajetória da pessoa com deficiência na história do Brasil”, de Emílio Figueira. Esta obra aproveita esse momento em que o tema Inclusão Social está mais em voga para mostrar o percurso das pessoas com deficiência na História do Brasil. Passando por todos os momentos e grupos históricos: indígenas, jesuítas, escravidão, Império, surgimento da medicina no Brasil, a República, os momentos da Educação Especial, até a consciência e aos movimentos políticos dessas pessoas e sua autonomia, apenas iniciada em 1981. Mostra ainda o tema da deficiência em nossas lendas e nas artes em geral. Fruto de uma pesquisa que durou dez anos, seu contexto reforça a teoria que a maioria das questões que envolvem as pessoas com deficiência no Brasil – por exemplo, mecanismos de exclusão, políticas de assistencialismo, sentimentos de piedade, caridade, inferioridade, oportunismo, dentre outras -, foram construídas culturalmente. Na organização dos capítulos há uma forma didática e multidisciplinar, visando colaborar com várias áreas como Psicologia, Pedagogia, Sociologia, História, Medicina, Artes e afins. Considerando este trabalho como o nascimento de uma Historiografia especializada em assuntos da pessoa com deficiência no Brasil, Emílio Figueira é psicólogo, jornalista e historiador, sendo este o seu décimo primeiro livro publicado. Como pesquisador há duas décadas na área, conta com mais de quarenta artigos científicos publicados no Brasil e exterior. Atualmente cursa mestrado em Educação: Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica – PUC/SP. 
O livro pode ser adquirido no site da editora www.gizeditorial.com.br ou na rede da Livraria Cultura. BIBLIOGRAFIA (Conheça o autor: www.emiliofigueira.com e o blog http://blog.emiliofigueira.com/ )

JURUÁ EDITORA

EDUCAÇÃO

  • Educação Bilíngue para Surdos - Concepções e Implicações Práticas - O desafio da maioria das instituições para Surdos no Brasil, de pesquisadores, professores e demais profissionais envolvidos com esta temática é a busca por filosofias educacionais e metodologias mais adequadas à problemática da surdez. Nesta direção caminha este livro que tem como objetivo apresentar os princípios, fundamentos e aspectos práticos que caracterizam uma proposta de educação bilíngue para Surdos, como mais uma luz ao final do túnel, um ponto de partida àqueles que buscam um entendimento maior da Surdez, da pessoa Surda e de sua educação. Nesta direção caminha este livro que tem como objetivo apresentar os princípios, fundamentos e aspectos práticos que caracterizam uma proposta de educação bilíngue para Surdos, como um ponto de partida àqueles que buscam um entendimento maior da pessoa Surda e sua educação. Tem-se, também, a (pré)tensão, mesmo correndo o risco de não contemplar a multidimensionalidade do conceito de bilinguismo, de lançar ideias e opiniões que permanecem como objeto de investigação, mas que poderão abrir caminhos para novas interpretações e estudos que contribuam para a produção de novos conhecimentos e novas realidades.


  • Educação Especial - E a Capacitação do Professor para o Ensino - Atribuir às pessoas com deficiência o insucesso na aprendizagem, é ser agente de uma educação conservadora. As necessidades do aprendizado efetivo do aluno remetem ao questionamento sobre as características necessárias para trabalhar com crianças especiais, sendo o professor mediador desse processo. Para tanto investigar, de que maneira o professor planeja o que vai ensinar, sobre “porque faz, o que faz”, é relevante para identificar a relação entre o mediador e aprendiz. O aprendizado efetivo é condicionado a um planejamento do ensino que contenha requisitos necessários para transformar a realidade dos alunos, melhorar a qualidade nas relações do indivíduo no seu meio, caracterizando com isso o comportamento educacional do professor. Com o intuito de verificar as características do comportamento de planejar do professor que atua junto a alunos com história de deficiência este livro, é o resultado de uma pesquisa em que participaram 10 professoras que ministraram aulas para alunos de uma escola que atende crianças e jovens com necessidades educativas especiais. Um roteiro de entrevista foi elaborado com base nas variáveis: características gerais do professor e comportamento de planejar do professor.



  • Oficina de Aprendizagem Mediada - Uma Proposta de Reflexão da Prática Pedagógica em Educação Inclusiva – Tendo como pressupostos principais os conceitos de Vygotsky e Feuerstein acerca da aprendizagem humana, a "Oficina de Aprendizagem Mediada" é uma proposta de reflexão da prática docente que oferece recursos teóricos e práticos para tornar o fazer pedagógico dos que trabalham pela causa da Educação Inclusiva ou ainda na Educação Especial, mais adequado à singularidade de seus alunos. Este livro traz uma síntese das contribuições mais importantes e recentes dos autores acima citados sobre temas como educação cognitiva, aprendizagem mediada, zonas de desenvolvimento, modificabilidade cognitiva estrutural, critérios de mediação. Com base nestes, o livro apresenta um passo a passo de como realizar a Oficina nas escolas, junto com todo o material técnico-pedagógico necessário: roteiro das atividades da Oficina, apostila, cartazes, entre outros. Dessa forma, torna-se uma ferramenta a serviço de toda equipe pedagógica, desde diretores, coordenadores e professores, até pedagogos e psicólogos escolares, preocupados com sua atuação num espaço educacional inclusivo, sobretudo junto ao aluno com necessidades educativas especiais.


  • Orientação Profissional no Contexto da Deficiência Auditiva - A presente obra tem por finalidade facilitar ao Jovem Deficiente Auditivo conhecer a si mesmo e ao mundo em que vive,instrumentaliza-o para assumir uma postura comprometida,aberta e envolvida em um grau de maturiridade em que possa ser feliz e estar integrado criativamente ao mundo do trabalho, buscando alternativas e assumindo suas opções.O jovem Deficiente Auditivo tem direito e pode escolher por si próprio a sua profissão,considerando suas oportunidades, o processo de habilitação,escolaridade regular e história de vida. A leitura deste livro pode ajudar:
·  na preparação de seus programas de Orientação Profissional.
·  oferece sugestões de estratégias práticas com alunos,professores e pais.
·  na formação dos profissionais que atuam na área.


SAÚDE

  • Autismo e Psicanálise - O Lugar Possível do Analista na Direção do Tratamento - O que pode um analista diante do autismo? É com essa questão que a psicanalista Flávia Chiapetta de Azevedo inicia seu livro que se traduz numa efetiva contribuição à teoria e à clínica do autismo. Partindo dos enigmas que a clínica com autistas provoca, a autora empreende um estudo que consiste em abordar o autismo no campo da psiquiatria até as diferentes vertentes psicanalíticas. Sustentando que a teoria de Jacques Lacan permite uma compreensão mais rigorosa acerca do autismo, a autora recorre aos subsídios lacanianos para uma reflexão detalhada sobre o estatuto do sujeito no autismo. É importante observar que as questões teóricas levantadas neste livro não são meras especulações, mas sustentam a possibilidade de um trabalho clínico com crianças autistas, trazendo uma imensa contribuição àqueles que lidam com essas crianças. Nas páginas que se seguem o leitor terá a oportunidade de encontrar uma pesquisa que, levando em conta todas as dificuldades encontradas na clínica do autismo, mantém um rigor de um campo específico que é o da psicanálise: operar no campo da palavra e da linguagem seja em que caso for, lembrando que o que dá a efetividade a um percurso de análise é, como sustentam tanto Freud como Lacan, o desejo do analista.

  • Tutela Jurídica do Direito à Saúde da Pessoa Portadora de Deficiência - A presente obra objetiva a análise das nominadas medidas acessórias de coerção, em especial o bloqueio de valores, na busca da utilidade do provimento antecipatório de tutela, tomando como enfoque o direito à saúde da pessoa portadora de deficiência. Cuida das técnicas processuais de prestação de tutelas e seu papel na busca da plena efetividade do processo, garantindo, inclusive, a obtenção de tutelas genuinamente preventivas e aquelas que envolvam direitos não patrimoniais, tendo em vista a concretização do direito material. Trata das ajudas técnicas ou tecnologias como meio de compensação às limitações da pessoa portadora de deficiência, em cumprimento ao direito fundamental à saúde e integração social desses indivíduos. 

TRABALHO

  • Pessoas Portadoras de Deficiência e a Relação de Emprego - O Sistema de Cotas no Brasil - A presente obra busca compreender o alcance do art. 93 da Lei 8.213/91, como uma importante ação afirmativa introduzida no ordenamento jurídico brasileiro, seus beneficiários e destinatários, o papel dos órgãos responsáveis pela fiscalização além das questões polêmicas acerca do tema, como os óbices para cumprimento do previsto na mencionada norma legal, as alternativas e os meios de incentivo para a promoção da contratação de pessoas portadoras de deficiência no mercado formal de trabalho. A autora faz uma análise das peculiaridades do contrato de trabalho das pessoas portadoras de deficiência, sem desconsiderar o fato de que toda a legislação trabalhista vigente é absolutamente aplicável.


  • Trabalho e Pessoas com Deficiência - Pesquisas, Práticas e Instrumentos de Diagnóstico - Este livro é o resultado do desenvolvimento de um conjunto de pesquisas e de articulações entre pesquisadores que têm investigado sobre a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho em várias regiões do Brasil. Traz ainda pesquisas desenvolvidas com pessoas que apresentam deficiência, tanto em situações de desemprego quanto inseridas no mercado de trabalho; práticas de inclusão desenvolvidas em organizações; perspectivas de análise do processo e instrumentos de diagnóstico que poderão ser utilizados tanto em pesquisas quanto em intervenções. O conteúdo do livro tangencia tópicos da Psicologia Organizacional e do Trabalho, da Administração, da Ergonomia, da Educação Corporativa, da Educação Especial e das Políticas Públicas. Diversas possibilidades são exploradas e questões novas são levantadas sobre a temática abordada. Trata-se de uma fonte inédita e valiosa para todos os interessados na inserção de pessoas com deficiência no mundo do trabalho.


VARIADOS

  • Inclusão e Sexualidade - Na Voz de Pessoas com Deficiência Física - O tema do livro “INCLUSÃO E SEXUALIDADE: NA VOZ DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA” é atual e relevante na medida em que vai ao encontro das discussões sobre os direitos sexuais e reprodutivos das pessoas com deficiências. O livro abrange discussões teóricas sobre a sexualidade e a educação sexual e a sexualidade de pessoas com deficiência física, priorizando questões como: o corpo estigmatizado, a relação da pessoa com deficiência e seus familiares e amigos e as possíveis dificuldades sexuais, orgânicas e psicossociais daqueles que sofrem uma lesão medular. Além disso, a partir de relatos emocionantes das próprias pessoas com deficiência física, é possível conhecer mais sobre os preconceitos sociais que impedem, muitas vezes, que o direito dessas pessoas à sexualidade seja garantido plenamente. O livro pode ser útil tanto a psicólogos, educadores, profissionais da área da saúde, pessoas com deficiências e seus familiares, quanto para aqueles que se interessam pela construção de uma sociedade realmente inclusiva.

  • Mediação Materna no Desenvolvimento Cognitivo da Criança com Deficiência Visual - Esta obra resultou de uma parceria entre duas pesquisadoras, psicólogas e professoras de universidades públicas, que se debruçaram sobre questões de interesse acadêmico e prático na área da Deficiência Visual – como avaliar o desenvolvimento dessas crianças e como intervir nesse processo. Sob enfoques teóricos relevante nas áreas da Psicologia e Educação, as autoras se baseiam em conceitos de Vygotsky e Feuerstein para estudar o desenvolvimento cognitivo da criança com deficiência visual (DV) e investigar como a mediação de suas mães pode influenciar esse desenvolvimento. Assim, busca-se discutir vários aspectos relativos ao tema “mediação materna” e “desenvolvimento cognitivo da criança com DV”, que vão desde a apresentação da definição e classificação da própria Deficiência Visual, até uma ampla discussão sobre as possibilidades de avaliação do desenvolvimento cognitivo da criança com DV. Nessa discussão, tem-se a apresentação de uma abordagem bastante promissora na avaliação de crianças com transtornos de desenvolvimento diversos, sobretudo daquelas que têm deficiência: a avaliação dinâmica e/ou assistida. E, ainda, considerando a mãe como agente principal no desenvolvimento infantil, o livro analisa a mediação materna como ferramenta importante para promoção do desenvolvimento cognitivo com base em abordagens teórico-metodológicas sócio-intercacionistas, que compreendem o outro como indispensável na promoção do desenvolvimento humano.

  • Esperanças Equilibristas - A Inclusão de Pais de Filhos com Deficiência - O livro se propõe a entender um pouco mais do universo que cerca os pais que possuem filhos com deficiência. Os pais surgiram sempre como coadjuvantes no cuidado com os filhos, de tal forma que o trabalho procura focalizar suas rotinas, seu dia a dia, seu trabalho e atribuições. Utilizo-me de vários autores para olhar um pouco, não apenas para os pais, mas, também, para a família que possui uma pessoa com deficiência. O trabalho tem como objetivo considerar que eles – pais – são protagonistas de uma nova emergência: a da sua inclusão no processo de integração das pessoas com deficiência, vale dizer que são partes integrantes deste movimento, que pressupõe a elaboração de políticas públicas e de assistência que os favoreçam e os promovam igualmente em suas contribuições e inserções sociais.

  • Portadores de Deficiência e Prestação Jurisdicional - “... A autora, de forma magistral desenvolve sua obra visitando temas da maior importância, como os direitos da pessoas portadoras de deficiência e os meios processuais adequados para sua efetivação. Trata-se de trabalho exaustivo que nos leva a reflexões dos direitos desse grupo de pessoas, sua história, evolução e dificuldade de efetivação. A autora, demonstrando sua cultura jurídica e a consciência de que a sociedade ainda não aprendeu a conviver com as diferenças, mostra-nos os caminhos para uma tutela jurisdicional justa e efetiva na inclusão social das pessoas portadoras de deficiência. Desenvolve de forma impar a utilização de instrumentos como a tutela cautelar e a antecipação de tutela como meios de efetivar em tempo razoável os interesses e direitos dessa importante parcela da população brasileira.


  • Resiliência - Um Estudo sobre Famílias com Portadores de Paraplegia - A presente obra nasceu do interesse em se estudar a resiliência com foco na família ao longo do ciclo vital, a partir de uma perspectiva sistêmica e da psicologia da saúde. As características peculiares, advindas das diferentes etiologias que compõem a condição de portador de paraplegia dos membros de cada família estudada, quais sejam, a paraplegia em decorrência de lesão medular e de uma paralisia cerebral, só vieram a enriquecer, ainda mais, o trabalho e ampliaram a sua complexidade. Assim, esta pesquisa reitera o quão importante é nos lembrarmos de que o ser humano é de uma complexidade infinita e infinitos podem ser seus recursos e sua capacidade de adaptação. E é conhecendo casos como esses que temos condições de nos depararmos e nos encantarmos, cada vez mais, com o ser humano que não se deixa reduzir a uma situação adversa e faz do pensamento e sua vontade instrumentos de superação.


  • Vida Revirada - O Acontecer Humano Diante da Deficiência Adquirida na Fase Adulta - A proposta de escrever sobre a Vida revirada: o acontecer humano diante da deficiência adquirida na fase adulta, objetiva demonstrar que a dor da deficiência é vivenciada no cotidiano, mas que a rotina deste encontro nos molda para um viver de enfrentamento. Tornar-se dono do corpo lesado passa a ser um diferencial na reabilitação. A análise da possível ruptura com o corpo anterior e olhar no dia a dia das modificações impostas pela deficiência, vivenciada em situações familiares e sociais, sedimentam as respostas psicológicas de encorajamento. Ter "proseado" com mulher e homem com deficiência adquirida na maturidade nos trouxe a nossa vulnerabilidade diante da dependência e da necessidade do outro e sinaliza os campos psicológicos utilizados para minimizar a vivência como cadeirante. 

Inicio