‘Sobre Rodas’ é filme bonito, mas pouco explorado

Compartilhe »»

                                                                                                               
Cena do filme Sobre Rodas

Lucas (Cauã Martins) é um garoto de 13 anos que volta à escola depois de um ano para enfrentar uma nova realidade após sofrer um acidente de carro. Afinal, agora ele está confinado à uma cadeira de rodas. Tendo que lidar com suas novas restrições, ele acaba por se tornar amigo de Laís (Lara Boldorini), uma garota de sua sala que está em busca do pai que a abandonou. Mesmo sem saber, ela precisa de um companheiro de viagem ao seu lado, e é isso que faz a amizade dos dois se desenvolver tão rapidamente.


Com premissa simples e narrativa leve, Sobre Rodas vai muito além de expor as dificuldades que um personagem tetraplégico passa durante a sua vida. Na verdade, a proposta do diretor Mauro D’Addio é justamente normalizar a deficiência física, sem menosprezá-la. Ainda que Lucas não seja mais capaz de jogar futebol, isso não o impede de ser um amigo leal e aventureiro.

O título Sobre Rodas, de primeira, engana o espectador que pouco sabe sobre o filme. Afinal, parece ser apenas sobre a cadeira de rodas do protagonista. Todavia, as rodas que o diretor fala dizem respeito também às da bicicleta que Laís pedala. São as rodas que permitem que os dois jovens consigam realizar essa jornada que acontece no meio do sertão, com belíssimas paisagens.

O elenco é formado quase apenas de estreantes e, por vezes, as conversas parecem um script completo, tirando o público daquela imersão no filme. As crianças não são ruins, porém ainda têm um longo caminho a percorrer dentro do universo da atuação. Mesmo os atores mais velhos, como as mães de Lucas e Laís parecem um pouco forçada, não utilizando de frases que seriam ditas no dia a dia.

Sobre Rodas é um filme bonitinho, porém com pouco aprofundamento. Com menos de 90 minutos de duração, o diretor poderia ter explorado mais alguns aspectos, trazendo um filme com mais conteúdo e menos sessão da tarde. No entanto, é um longa agradável de se assistir e fácil de ser digerido.

Fonte: Ser Lesado

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.