Mostra Cine Surdo leva acessibilidade às salas de cinema do DF

Compartilhe »»

Filmes possuem legendas descritivas. Exibições, nos fins de semana, vão até 23 de dezembro; entrada gratuita.

Trecho do filme biográfico "O Paciente: o caso Tancredo Neves" com o ator Othon Bastos — Foto: O Paciente/Divulgação

A mostra Cine Surdo oferece, até 23 de dezembro, filmes nacionais com legendas descritivas – que indicam ruídos e sons. Os longas são exibidos aos sábados e domingos, sempre às 10h, no Cine Cultural Liberty Mall, com entrada gratuita.

Segundo a coordenadora de acessibilidade e produtora executiva do evento, Bárbara Barbosa, o projeto é um instrumento de acessibilidade à cultura que proporciona a inclusão e o convívio da comunidade surda.
"Essa é uma luta de muito anos que a comunidade surda trava pelo direito da inclusão cultural."

A acessibilidade às pessoas com deficiência visual e auditiva nas salas de cinema está prevista na Instrução Normativa nº 128/2016 da Agência Nacional do Cinema (Ancine). De acordo com a agência, os responsáveis pela exibição de filmes que possuem mais de 20 salas de cinema tiveram até o dia 16 de novembro para adaptar o mínimo de 50% dos espaços aos recursos de acessibilidade.

Para os grupos menores, a exigência é de 30% de salas acessíveis. O prazo final para que todo o parque exibidor brasileiro se adeque aos critérios é setembro de 2019. Enquanto isso, Bárbara afirma que o projeto Cine Surdo "vem para preencher essa lacuna".

Somente no Distrito Federal, há 82 mil pessoas com deficiência auditiva, segundo estimativa da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos.

'O Paciente: o caso Tancredo Neves'

A produção relata os últimos dias da vida do primeiro presidente civil após a ditadura militar (1964-1985). Tancredo morreu antes de tomar posse, em decorrência de uma infecção generalizada, após 39 dias de internação.

Depois da exibição, um debate – com tradução em Libras – vai contar com a presença da cineasta e professora da Universidade de Brasília (UnB) Érika Bauer.

De Brasília para o Brasil

Ao G1, a produtora do Cine Surdo, Bárbara Barbosa, disse que alguns estados brasileiros já solicitaram uma "visita" da mostra. Na capital, segundo ela, as comunidades surdas de Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro já marcaram presença nas sala de cinema.

"Recebemos turmas de estudantes de Libras, estudantes de medicina, de enfermagem e de audiovisual, tanto surdos, quanto ouvintes."

Serviço:

"Cine Surdo"
Data: até 16 de dezembro (sábados e domingos)
Hora: 10h – confira programação 
Local: Cine Cultura Liberty Mall – Setor Comercial Norte Qd. 2 Bl. D 
Entrada gratuita



Fonte: G1

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.