Centro promove dignidade para deficientes intelectuais na vida adulta

Compartilhe »»

Faça Parte visita Centro Especializado no atendimento de pessoas com deficiência intelectual ou mental grave na vida adulta.

Várias pessoas reunidas em uma roda de musicoterapia em um belo gramado aberto à sombra de algumas árvores.
Quem vai cuidar do meu filho quando eu não estiver mais aqui? Essa é uma pergunta que assombra muitos pais e mães de pessoas com deficiência intelectual grave ou severa.

Cada tipo de deficiência possui as suas limitações e capacidades, da mesma forma que implicam no enfrentamento de diferentes barreiras. Contudo, particularmente, tenho concluído que as famílias com filhos na qualidade de pessoas com deficiência intelectual ou mental grave ou severa, convivem com desafios ainda maiores do que as barreiras comuns que as demais pessoas deficiência encaram diariamente.

Infelizmente, na sociedade brasileira, os cidadãos com deficiência de natureza cognitiva com alto grau de comprometimento, em regra, são cidadãos privados de uma vida adulta e envelhecimento com o cuidado e o respeito que merecem, sobretudo pelo histórico de demora no reconhecimento de direitos e da falta de políticas públicas eficazes para garantia do mínimo de dignidade.

E a situação das pessoas nessa qualidade pode se agravar ainda mais diante da falta natural dos pais ou responsáveis pelo cuidado e, principalmente, pelo carinho e atenção.

Foi com o objetivo de promover essa reflexão e evidenciar a necessidade pública de se criar mecanismos para atender a esse público, que produzimos uma matéria especial sobre o trabalho desenvolvido no Censa Betim.

Trata-se de uma das poucas instituições no país, que desenvolve um trabalho especializado para promoção e garantia da dignidade de pessoas com deficiência ia intelectual ou mental grave na vida adulta, com tamanha excelência.

Há alguns anos uma instituição dessa natureza poderia ser vista como uma casa segregacionista. Mas no momento e com a proposta atual não!

O Censa Betim tem uma função social bem definida. Em caráter peculiar, o centro apresenta uma proposta diferente para amparar pessoas que necessitam de cuidados especiais na vida adulta e no envelhecer, gente que nem sempre pode contar com a atenção integral da família, por justos motivos, e que, infelizmente, o Poder Público ainda não consegue contemplar.

É uma alternativa para famílias que vivem nesse contexto, que já bateram em várias portas e não encontraram tratamento e acompanhamento digno.

Fato é que a expectativa de vida do brasileiro só tem aumentado e isso não é diferente para as pessoas com deficiência intelectual ou mental que necessitam estar presentes na agenda do Poder Público. 


Fonte: R7

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.