26/07/2017

45 Cidades Acessíveis Premiadas pela Comissão Européia


2017 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis – Chester, Reino Unido
As Cidades Acessíveis europeias têm um papel importante a desempenhar na prestação de um bom acesso tanto aos seus próprios cidadãos com deficiência como a turistas de todas as idades e habilidades.

Muitas cidades europeias estão trabalhando para construir sua reputação como cidades acessíveis e habitáveis ​​que oferecem uma calorosa recepção a todos os visitantes.

Estas são cidades europeias acessíveis, estabelecendo novos padrões em seus contínuos esforços para melhorar a acessibilidade.

Prêmio de Cidades Europeias Acessíveis

O Prêmio Cidades Acessíveis (Access City Award – link para o formulário de inscrição, 2018) foi lançado em maio de 2010 pela Comissão Europeia e funcionou anualmente desde então.

O prêmio é dado à cidade que:

Demonstrou melhorar a acessibilidade em aspectos fundamentais da vida urbana:

  • O ambiente construído e os espaços públicos;
  • Transporte e infraestrutura relacionada;
  • Informação e comunicação, incluindo Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC);
  • Instalações e serviços públicos.
  • Está comprometido com a melhoria contínua da acessibilidade de forma sustentável;
  • Pode atuar como um modelo a seguir e encorajar a adoção de melhores práticas em todas as outras cidades europeias.

Como tal, a competição abrange a acessibilidade na vida cotidiana dos residentes da cidade e, até certo ponto, a acessibilidade das ofertas turísticas. No entanto, os produtos de turismo acessíveis, serviços e marketing não estão especificamente incluídos nos critérios do prêmio.

2017 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Chester, Reino Unido

A cidade de Chester (Reino Unido) recebeu o primeiro prêmio em 2017 por sua dedicação para garantir que a cidade e suas belas muralhas medievais possam ser apreciadas por tantas pessoas quanto possível. Foram recomendadas outras boas práticas reconhecidas das cidades de Roterdã (Países Baixos), Jūrmala (Letónia), Lugo (Espanha), Skellefteå (Suécia), Alessandria (Itália) e Funchal (Portugal).

Faça o download do Caderno Prêmio Cidades Acessíveis 2017 (em inglês)

2016 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Milão, Itália

  • Wiesbaden, Alemanha – Segundo Prêmio
  • Toulouse, França – Terceiro Prêmio e Menção Especial como “Cidade Inteligente”
  • Vaasa, Finlândia – Menção especial para o compromisso de melhorar o ambiente de trabalho para a sua população idosa e com deficiência
  • Kaposvár, Hungria – Menção especial por seu compromisso em melhorar o acesso de idosos e deficientes

2015 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Borås, Suécia

O Prêmio, apresentado em Bruxelas em 3 de dezembro de 2014, reconhece a abordagem abrangente e estratégica de Borås para criar uma cidade acessível para todos; Um bom exemplo de ação local para ajudar a remover as muitas barreiras que as pessoas com deficiência ainda enfrentam em suas vidas diárias.
  • Helsinki (Finlândia) recebeu o segundo prêmio.
  • Ljubljana (Eslovênia) recebeu o terceiro prêmio.
  • Logroño, Espanha, recebeu uma menção especial no campo do ambiente construído e dos espaços públicos.
  • Budapeste, Hungria, recebeu uma menção especial pelo seu trabalho no campo do transporte.
  • Arona, Espanha e Luxemburgo obtiveram uma menção especial para instalações e serviços públicos.
Nenhuma menção especial foi concedida na categoria Tecnologias de Informação e Comunicação.

2013-14 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Gotemburgo, Suécia

Na quarta edição, o vencedor foi Gotemburgo (Suécia) com o segundo lugar Grenoble (França) e o terceiro lugar Poznan (Polônia). Menções especiais foram para Belfast (Reino Unido), Dresden (Alemanha), Burgos (Espanha) e Málaga (Espanha).

2012-13 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Berlin, Alemanha

Na terceira edição, 99 cidades de 20 Estados membros da UE participaram da competição. O Prêmio foi concedido à Cidade Alemã de Berlim. Os outros dois finalistas foram: Nantes (França) e Estocolmo (Suécia). O júri também atribuiu menções especiais para: Pamplona (Espanha) para o ambiente construído e espaços públicos, Gdynia (Polônia) para transportes e infraestruturas relacionadas, Bilbao (Espanha) para informação e comunicação, incluindo novas tecnologias e Tallaght (Irlanda) para instalações públicas e serviços.

2011-12 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Salzburgo, Àustria

Em 2011-12, foram recebidas 114 candidaturas de cidades em 23 Estados-Membros da UE.A cidade austríaca de Salzburgo foi proclamada como vencedora geral. Os três finalistas “segundo classificado” foram (em ordem alfabética): Cracóvia (Polônia), Marburg (Alemanha) e Santander (Espanha). Foram feitas menções especiais para realizações notáveis: Terrassa (Espanha) para o ambiente construído e espaços públicos, Ljubljana (Eslovênia) para transporte e infraestruturas relacionadas, Olomouc (República Checa) para informação e comunicação, incluindo novas tecnologias e Grenoble (França) para Instalações e serviços públicos.

2010-11 Vencedor do Prêmio Cidades Acessíveis: Ávila, Espanha

Na edição inaugural 2010-11, participaram da competição 66 cidades europeias de 19 Estados-Membros da UE. A cidade vencedora foi Ávila na Espanha. Os três outros finalistas foram Barcelona (Espanha), Colônia (Alemanha) e Turku (Finlândia).


Fonte: Turismo Adaptado
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.