17/11/2016

TOM São Paulo: três dias com soluções tecnológicas em prol das pessoas com deficiência


Doutora Linamara experimenta triciclo apresentado no TOM São Paulo, observado por Cid Torquato


Durante os três dias de eventos simultâneos que aconteceram de 11 a 13 de novembro no Centro de Convenções Rebouças, foi realizado o TOM São Paulo 2016, pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo. O objetivo foi a elaboração de projetos e protótipos capazes de aperfeiçoar ajudas técnicas já existentes ou de criar novas soluções, viáveis e replicáveis, para o cotidiano das pessoas com deficiência.


A iniciativa reúne engenheiros, fisioterapeutas, médicos fisiatras, terapeutas ocupacionais, designers, profissionais de TI, arquitetos, entre outros, além do próprio público-alvo do projeto, as pessoas com deficiência, na discussão da viabilidade de implantação dessas propostas. Entre os convidados deste ano, estiveram especialistas de diversas instituições de ensino e pesquisa do Estado, de diferentes áreas de atuação.


Durante o TOM São Paulo 2016, os participantes usaram equipamentos como notebooks, furadeiras, impressoras 3D, ferramentas em geral (chaves de fenda, parafusos, etc), entre outros, que possibilitaram a confecção dos projetos.



O evento é uma grande oportunidade para que sejam vislumbrados e elaborados novos conceitos e soluções tecnológicas, tendo em vista sua potencial transformação em produtos disponíveis à população, bem como para o fomento a toda a cadeia produtiva nacional do setor.



No encerramento do evento, domingo, 13 de novembro, a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella, falou sobre a importância das tecnologias inclusivas.



“Temos hoje a oportunidade de nos colocarmos como grandes idealizadores de um novo mercado de tecnologias assistivas, com apoio de organismos internacionais. Além disso, a Rede Lucy Montoro é um centro colaborador da OMS, nós temos um programa Aliança Global de Tecnologias Assistivas, subsidiado pela OMS, que entende que ajudas técnicas serve para todas as áreas, saúde, educação, trabalho, esporte, lazer, entretenimento, etc. Cada um de vocês é protagonista dessa história. Queremos discutir essas ideias com as grandes universidades, já estamos dialogando com o Chile e recentemente estivemos no Quênia, países que podem significar grandes parceiros no desenvolvimento de ajudas técnicas. Em vários países, ajudas técnicas acabam sendo elemento de muito entusiasmo, pesquisa e pouco negócio. Queremos reverter essa realidade e gerar novos negócios no mercado brasileiro, o que é possível a partir das ideias apresentadas no TOM São paulo”, destacou a Secretária.



O coordenador do TOM SP e Secretário Adjunto de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato, destacou que quando for para a Prefeitura de São Paulo irá fazer uma parceria com o Estado para dar continuidade às iniciativas do TOM. Ele explicou que será o novo Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, na nova gestão do prefeito Dória, que começa em janeiro de 2017. Ambos, Secretária e Secretário Adjunto expressaram agradecimentos aos participantes e deixaram a certeza de continuidade de apoio na disseminação dos projetos, nos próximos anos.



Em 2016, mais de 30 projetos foram apresentados no TOM São Paulo.

Expositores participam de encerramento do TOM São Paulo 2016

Solução Tecnológica apresentada no TOM São Paulo
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.