Desfile de moda na Câmara comemora Dia de Luta das Pessoas com Deficiência

Compartilhe »»
Grupo de crianças e jovens desfila no Salão Nobre do Congresso Nacional

O dia 21 de setembro, Dia Nacional de Luta das Pessoas
com Deficiência, foi comemorado de um jeito diferente neste ano na Câmara dos
Deputados. O ponto alto foi um desfile de moda do projeto Fashion Inclusivo.

Um grupo de 25 modelos – formado por crianças e jovens,
pessoas com síndrome de Down e paralisia cerebral, cegos e cadeirantes –
desfilou na varanda do salão nobre do Congresso Nacional.

O projeto existe há seis anos e busca incluir por meio
da moda. Eles têm treinamento com modelos profissionais e quatro deles já foram
inclusive contratados por agências.

Um dos modelos é o Mateus Humberto, de 11 anos, que tem
síndrome de down. A mãe dele percebeu mudanças positivas no filho depois que
ele ingressou no projeto fashion inclusivo. "Uma forma de ele se
desinibir, se socializar mais, e ter contato com as pessoas iguais a ele e com
outras pessoas também. A autoestima dele melhorou bastante, ele se sente
importante, achei legal por isso também."

A Miriam e a Valquíria são cadeirantes sentiram-se
realizadas ao ver as fotos de um desfile. "Fico feliz de ver que,
independentemente da limitação que a gente tem, a gente consegue fazer dentro
do nosso tempo e do nosso limite tudo que as outras pessoas fazem,” assinalou
Miriam.
Valquíria acrescentou que fica muito feliz de ver que
“foi um trabalho que deu certo."

Manifestação







Também houve uma passeata para comemorar o Dia Nacional de Luta das Pessoas com
Deficiência. Os manifestantes subiram a rampa do Congresso e entregaram uma
carta com reivindicações para a deputada Érika Kokay (PT-DF) e para a
secretária especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Presidência da
República, a ex-deputada Rosinha da Adefal.





Entre os pedidos, estão mais fiscalização no
cumprimento da legislação inclusiva e punição para os que a descumprirem e a
unificação nacional do passe livre no transporte público para deficientes.

A deputada Érika Kokay prometeu providências e uma
audiência pública, em novembro, das comissões de Defesa dos Direitos das
Pessoas com Deficiência e de Cultura para discutir as respostas do governo a
essas demandas. "Nós temos várias leis e é preciso talvez que nós
construamos aqui na Câmara um processo de prestação de contas da aplicação da
lei. Aí sim, nós construiremos uma nova legislação, não para assegurar
direitos, mas mecanismos onde se possa fiscalizar o cumprimento da legislação.
Sabemos, por exemplo, que se fossem aplicadas as leis de cotas no trabalho para
deficientes, nós teríamos cerca de 800 mil novas vagas."

As comemorações do Dia Nacional de Luta das Pessoas com
Deficiência continuam. Na sexta-feira (23), às 15 horas, haverá uma sessão
solene no plenário Ulysses Guimarães em homenagem à data.



























Assista ao vídeo:









Reportagem - Geórgia Moraes
Edição – Regina Céli Assumpção



Fotos e Vídeos -  Fernanda Zago e Mariana Guedes


Fontes: Agência Câmara dos Deputados e Blog (D)Eficiente

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.