28/07/2016

Peça relata preconceitos vividos por um jovem com paralisia cerebral

Na última quarta-feira 20/07, estreou no Teatro 2 do Fashion Mall no Rio de Janeiro (RJ) A peça Paradinha Cerebral, que aborda o tema de inclusão.

A dramaturgia do espetáculo foi construída por Iuri Saraiva, jovem e ator premiado que também experimenta a escrita dramatúrgica e a direção teatral com inegável talento.

A construção das cenas tomou como base elementos do cotidiano, experiências inusitadas e reflexões de Cassiano Fernandez, além dos diálogos mantidos com a cantora lírica Mirna Rubim, que o acompanha também no canto e piano. 

Cassiano Fernandez é um jornalista e aluno de canto lírico de Mirna Rubim. Ele tem paralisia cerebral. Cantora lírica é a principal preparadora vocal dos espetáculos musicais do Rio de Janeiro

Durante a apresentação, os atores falam de maneira aberta de temas como preconceito, trabalho, sexo, inclusão e relacionamento entre as pessoas. A proposta da peça é mostrar toda espontaneidade e inteligência de um jovem e, quebrando preconceitos, transformar a paralisia cerebral em um mero detalhe. “A peça não terá um ator que interpreta uma pessoa com paralisia cerebral. Terá um ator que tem paralisia e que vai abordar questões que enfrenta no seu cotidiano. Isso é importante para que as pessoas da plateia percam o preconceito” diz a produtora Lara Pozzobon, acrescentando que Paradinha Cerebral é um espetáculo no qual a arte transcenderá a condição de cada indivíduo.

A peça está em cartaz de quartas e quintas-feiras, às 21h30 até o dia 29/09. Tem acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva em três espetáculos.


Para mais informações, entre em contato: (21) 2422-9800


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.