26/09/2015

STJ - Modelo em acessibilidade - Fernanda Zago

Na última sexta (18), o Tribunal da Cidadania ganhou destaque como exemplo de acessibilidade em matéria exibida pelo Jornal Nacional (JN).

A servidora Fernanda Zago, lotada na Seção de Pagamento de Inativos e Pensionistas (SINPE/SGP), é usuária de cadeira de rodas e na reportagem declarou que trabalhar no Tribunal é estar no paraíso. “Prestei concurso para o STJ, mas não sabia que iria contar com toda essa estrutura”, afirma.

Assista aqui à reportagem da  série O desrespeito do Brasil às pessoas com deficiência veiculada pelo JN.

Na luta

Nessa segunda (21), foi comemorado o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, instituído por meio da Lei Federal n. 11.133, de 14 de julho de 2005, por meio de ação do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade).

De acordo com o Conade, a data foi escolhida pela proximidade com a primavera e com o dia da árvore para representar o nascimento das reivindicações de cidadania e igualdade de condições. Para as pessoas com deficiência, o momento é para lutar por mais inclusão social.

No STJ

O Programa Semear Inclusão lançou na última quinta (17) a Ação Síndrome de Down, uma parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal (Apae/DF), para a contratação de 11 pessoas com Down.

Os colaboradores realizarão serviços de higienização e conservação de acervos no Laboratório de Conservação e Restauração de Documentos (LACOR) e outras atividades em gabinetes de ministros.


O projeto tem o objetivo de colocar em prática ações de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.  A vice-presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, a ministra Nancy Andrighi e o senador Romário Faria estiveram presentes na solenidade.

Fonte: STJ
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.