23/06/2015

Os benefícios da Escola Inclusiva

Os benefícios da educação inclusiva são para todos os estudantes, segundo o Programa da ONU em Deficiências Severas, publicado em 1994:

Para os estudantes com deficiência:

  • Desenvolvem a apreciação pela diversidade individual;
  • Adquirem experiência direta com a variação natural das capacidades humanas;
  • Demonstram crescente responsabilidade e melhorada aprendizagem através do ensino entre os alunos;
  • Estão melhor preparados para a vida adulta em uma sociedade diversificada através da educação em salas de aula diversificadas:
  • Freqüentemente experimentam apoio acadêmico adicional da parte do pessoal da educação especial;
  • Podem participar como aprendizes sob condições instrucionais diversificadas (aprendizado cooperativo, uso de tecnologia baseada em centros de aprendizagem, etc.)
Para os estudantes sem deficiência:
  • Têm acesso a uma gama mais ampla de modelos de papel social, atividades de aprendizagem e redes sociais;
  • Desenvolvem, em escala crescente, o conforto, a confiança e a compreensão da diversidade individual deles e de outras pessoas;
  • Demonstram crescente responsabilidade e crescente aprendizagem através do ensino entre os alunos;
  • Estão melhor preparados para a vida adulta em uma sociedade diversificada através da educação em salas de aula diversificadas;
  • Recebem apoio instrucional adicional da parte do pessoal da educação comum;
  • Beneficiam-se da aprendizagem sob condições instrucionais diversificadas.
  • Em segundo lugar, não podemos esquecer também que, na vida de qualquer ser humano, sua formação escolar é a preparação para uma vida profissional. E para quem tem uma deficiência também não é diferente. A escola inclusiva tem muito a colaborar com o futuro desses alunos.

Segundo um trecho da famosa Declaração de Salamanca, “os jovens com necessidades educacionais especiais devem receber ajuda para fazer uma eficaz transição da escola para a vida adulta produtiva. As escolas devem ajudá-los a se tornarem economicamente ativos e prover-lhes as habilidades necessárias no dia-a-dia, oferecendo treinamento em habilidades que respondam às demandas sociais e de comunicação e às expectativas da vida adulta. (…) Estas atividades devem ser executadas com a participação ativa de conselheiros profissionais, agências de colocação, sindicatos, autoridades locais e diferentes serviços e entidades interessadas”. 


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.