18/06/2015

Espetáculo A Arte de Pensar Negativamente estreia em São Paulo

Foto: André Stefano
Legenda: Espetáculo fica em cartaz até agosto, em São Paulo

Baseada em um longa-metragem norueguês, a peça A Arte de Pensar Negativamente já ganhou versões para o teatro na Alemanha e na República Tcheca. Agora, a montagem chega ao Brasil para ser encenada no palco do Espaço Parlapatões, pela Cia Teatro Sem Censura. Com direção de Fabricio Castro, a história trata sobre um homem que passou recentemente pelo trauma de ficar paraplégico e se tornou uma pessoa amargurada agindo contra todas as regras do pensamento positivo.


Embora os personagens centrais sejam cadeirantes, o tema da peça é o confronto entre pensamento positivo e pensamento negativo, lançando assim uma reflexão sobre como cada um enfrenta os próprios problemas. "Em uma vida perfeita e bem-sucedida ninguém carrega tristezas passíveis de serem expostas. Não temos por hábito tratar a causa de nossos sofrimentos e dedicar tempo e paciência para entendê-los. Normalmente as pessoas buscam soluções fáceis para problemas complexos, principalmente quando buscam leituras de autoajuda: Saiba como ser feliz em 05 passos, por exemplo", observa o diretor.

Na montagem, fica evidente o quanto as pessoas tentam o máximo esconder qualquer sentimento desagradável. "Evitamos sofrer. Muitas vezes, o caminho é dar tempo ao tempo e não mascarar a dor. A raiva e a amargura podem ser libertadoras, por que não? Além do mais, uma pessoa bem-humorada o tempo todo e em busca de bons fluídos pode ser no fundo mais amargurada e infeliz consigo do que aquela que reage naturalmente diante de uma adversidade. Somos seres humanos e não estamos preparados para tudo que nos acontece!", declara Castro.


A Arte de Pensar Negativamente


Dia/hora:
 de 20/6 a 8/8, sáb., às 20h
Local: Espaço Parlapatões (Praça Franklin Roosevelt, 158 - Consolação - São Paulo/SP)
Informações: (11) 3258-4449
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)
Classificação: 16 anos
Gênero: Tragricomédia
Duração: 70 minutos


Fonte: Revista Incluir
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.