26/03/2015

Projeto esportivo inclusivo é lançado no Rio em parceria com Estados Unidos

Promover saúde e qualidade de vida para pessoas com deficiência, levando à capacitação e ao empoderamento é o objetivo do projeto.

Promover saúde e qualidade de vida para pessoas com deficiência, levando à capacitação e ao empoderamento. Este é o objetivo do projeto Sport for All, lançado no último dia 18, no bairro de Deodoro, no Rio de Janeiro, pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), em parceria com a organização não governamental norte-americana BlazeSports Internacional.

Com o lema “Capacitação de pessoas com deficiência para uma vida mais ativa”, o evento de lançamento ocorreu em Deodoro, local que vai receber um dos Complexos Olímpicos para 2016. A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, explica que o programa será desenvolvido até 2016 no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília.

“Hoje estamos lançando o programa Esportes para Todos, com enfoque especial em pessoas com deficiências, utilizando o esporte como maneira de inclusão. Vai ter treinamento, troca de informações e diferentes aspectos de cooperação com o esporte e com as pessoas com deficiência. Com essa parceria inicial vão ser feitos muitos esforços para poder incluir mais o setor privado e dar mais continuidade aos programas”, enfatizou.

De acordo com o subsecretário de Esporte, Lazer e Eventos, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Cyro Marques Delgado, a parceria tem interesse em ajudar as áreas que têm menos oportunidade.

“A gente está tentando encampar junto algumas ações, vamos tentar utilizar ferramentas que a secretaria tenha para poder agregar com investimento que venha da Embaixada americana. Nesse conjunto, com uma empresa de esporte como a que está vindo, americana, que tem expertise para tratar desse tema de atletas com deficiências, é super importante, porque nos faz aprender um pouco mais, já que eles têm experiência de longa data”, acrescentou.

Delgado explica que os valores do projeto ainda não foram definidos, bem como a forma de atuação. O paratleta Wanderson Silva, eleito duas vezes o melhor jogador de futebol de 7 do mundo, diz que sua vida mudou completamente desde que começou a praticar o esporte.

“Hoje eu vivo do esporte, o esporte faz parte da minha vida, dependo muito do esporte, tudo que eu conquistei na vida foi através do esporte. Futebol foi uma coisa que eu sempre quis, desde pequeno, sempre foi o meu sonho, mas teve momentos que eu fui embarreirado pelo preconceito que ainda existe no mundo do futebol convencional”, disse Wanderson.

Para ele, projetos de incentivo ao esporte adaptado são fundamentais para dar oportunidade às pessoas com deficiência. Segundo ele, muitas pessoas com deficiência não sabem o potencial que têm, "ficam muito em casa, achando que não podem fazer certas coisas, e esse projeto é válido para isso, não só para formar atletas de alto rendimento, mas de uma maneira geral ter conhecimento, participar de projetos como esses”.

Fonte: EBC
Proxima Anterior Inicio