Ministra destaca ações do Viver sem Limite no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Compartilhe »»
Ministra apresenta balanço do Viver sem 
Limite no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. 
Foto: Mariana Leal
A ministra dos Direitos Humanos, Ideli Salvatti, ressaltou nesta quarta-feira (3) a importância para a população brasileira do Viver sem Limite, Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. “Não tenho a menor dúvida de que teremos o Viver sem Limite Dois”, disse ela após relacionar os avanços promovidos pelo programa, como a contratação de casas adaptadas no âmbito do programa Minha Casa Minha Vida.

A avaliação foi feita durante a solenidade em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, que contou com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lage, do secretário-executivo da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Claudinei Nascimento, e da deputada federal Rosinha da Adefal, entre outras autoridades.

A ministra Ideli Salvatti frisou ainda a importância de que todos os estados façam a adesão formal ao Viver sem Limite, permitindo a colaboração entre União e as Unidades da Federação na promoção dos direitos da
pessoa com deficiência. Atualmente, apenas São Paulo não aderiu. “Quando a gente entende a importância de dar oportunidade a todos, é indiscutível que trabalhar em parceria é muito melhor”, afirmou.

Para o secretário nacional dos direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, o objetivo das ações converge para a melhoria da vida dos brasileiros e brasileiras. "Agradecemos a todos que trabalharam conosco nesses quatro anos e que no ano que vem possamos inaugurar um novo ciclo de avanços na inclusão social das pessoas com deficiência no Brasil", afirmou.

Durante a cerimônia, houve lançamento de duas publicações e um aplicativo para tablets e smartphones. Uma das publicações contém o balanço do Viver sem Limite, enquanto a segunda apresenta versão comentada da Convenção sobre Pessoas com Deficiência das Nações Unidas.

Firmada em 2007, a convenção é o primeiro documento da Organização das Nações Unidas (ONU) ratificado pelo Brasil com status de emenda constitucional. O texto reafirma os princípios universais (dignidade, integralidade, igualdade e não discriminação) em que se baseia e define as obrigações dos governos para o combate aos estereótipos e à valorização das pessoas com deficiência.

Durante sua exposição, o ministro do Turismo, Vinícius Lage, fez uma apresentação do aplicativo Turismo Acessível, que facilitará a vida dos 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência interessados em ter acesso a serviços como bares, restaurantes e hotéis. Feito para tablets e smartphones, o programa permite que os usuários avaliem esses serviços, compartilhando as informações sobre acessibilidade com outros usuários.

Também participaram da solenidade o secretário de atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Fausto Pereira; e o secretário para Inclusão Social do Ministério da Ciência e Tecnologia, Oswaldo Baptista Duarte Filho.

Viver sem Limite - Lançado em 2011, pela presidenta da República, Dilma Rousseff, o Viver sem Limite tem orçamento de R$ 7,6 bilhões e reúne ações de 15 ministérios, coordenados pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

Desde o início do plano, foram entregues 1.874 ônibus acessíveis em 1.541 municípios que levam e trazem diariamente o aluno de casa para a escola. Para a capacitação técnica das pessoas com deficiência para o mercado de trabalho, foram realizadas 15,3 mil matrículas em cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

A criação de cursos de Licenciatura em Letras - Língua Brasileira de Sinais (Libras) em 20 universidades federais de Norte a Sul do país também está multiplicando os intérpretes de Libras para a inclusão de pessoas surdas. E os Centros Tecnológicos Cães-Guia nos Institutos Federais de Camboriú (SC), já inaugurado, e as obras em andamento em Muzambinho (MG), Urutaí (GO), Alegre (ES), Limoeiro do Norte (CE), Manaus (AM) e São Cristóvão (SE), formarão instrutores de Cães-Guia em todo o Brasil para disseminar o treinamento de animais e baratear o acesso às pessoas cegas.

Foram instituídos em todo o país 117 Centros Especializados em Reabilitação - CER, ligados ao Sistema Único de Saúde (SUS) para o desenvolvimento de habilidades funcionais das pessoas com deficiência e criadas 23 oficinas de Órteses e Próteses no âmbito dos CERs.

No âmbito das políticas habitacionais, foram contratadas 916.763 unidades adaptáveis na segunda edição do programa Minha Casa Minha Vida, e entregues 11.406 unidades adaptadas até outubro de 2014.

A criação da linha de crédito facilitado especial para pessoas com deficiência, o Banco do Brasil Acessibilidade, com taxas de juros abaixo do mercado para acesso a produtos de tecnologia assistiva já beneficiou 25.166 pessoas, com um total de R$ 148,5 milhões de crédito contratado.

Assessoria de Comunicação Social

Nenhum comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.