19/11/2014

Rio realiza feira de empregabilidade para pessoas com deficiência

Objetivo é oferecer 1.200 vagas de emprego. Evento gratuito acontece na Centro Politécnico do Senac.

Ministério do Trabalho e Emprego, em parceria com o Senac, Secretaria Estadual de Trabalho e Renda e a Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro lançaram na última segunda-feira (17), uma grande feira de oportunidades para estimular a inserção social e profissional das pessoas com deficiência e dos beneficiários reabilitados do INSS.

"Antes a pessoa ao conseguir se empregar perdia o benefício, hoje ela não perde mais.Perde apenas durante o período que estiver empregado", ressaltou o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, na abertura da feira Rio + Inclusivo, que acontece até as 17h no Centro Politécnico do Senac, Rua Paes de Andrade, 25 – Riachuelo, na Zona Norte da cidade.

Ao todo, 42 empresas participam da iniciativa, que oferece 1.200 vagas para pessoas com deficiência e aposentados pelo INSS no mercado de trabalho. "De um lado você tem o empregador que não cumpre a cota, alegando que não encontram pessoas aptas e do outro o trabalhador desempregado. O objetivo aqui é diminuir essa distância", afirma Flávio Souza, gerente executivo regional do INSS, destacando que a ideia é que o evento entre para o calendário do Rio como uma feira de oportunidades.

De acordo com a secretaria Estadual de Trabalho e Renda, os governos municipal e estadual atuam em parceria com o Senac e com o MTE para auxiliar no cumprimento da lei 8213/1991, que determina que empresas com mais de 100 funcionários destine um percentual do seu quadro para pessoas com deficiência. "Nosso objetivo não é punir as empresas, mas que há necessidade de empregar pessoas com deficiência", afirmou o secretário Sérgio Romay, destacando que durante todo o ano esses trabalhadores também podem procurar um dos 66 postos do Sine (Sistema Nacional de Emprego) no Estado ou o Nead (Núcleo de Atendimento ao Deficiente) na avenida General Justo, número 275.

Para pessoas com deficiência que possuam apenas o ensino médio, o Senac também oferece 200 vagas em cursos de qualificação. "A intenção é reunir a sociedade com o mercado de trabalho. Com o tempo o objetivo é ampliar essas vagas. Queremos formar e encaminhar para o mercado de trabalho", enfatizou Eduardo Diniz, diretor geral do Senac.

Fonte: G1
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.