16/11/2014

Prefeito regulamenta lei que obriga pontos a terem dados sobre ônibus


O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), regulamentou nesta semana a lei que obriga que os 19 mil pontos de ônibus de São Paulo tenham informações sobre os coletivos que passam no local. Os adesivos com as indicações serão custeadas pela concessionária Ótima, responsável pela instalação e manutenção das paradas.

A lei que torna as informações obrigatórias foi regulamentada nesta quarta-feira (12) pelo prefeito Fernando Haddad e publicada no Diário Oficial da Cidade, que afirma que os dados afixados nos abrigos serão passados pela São Paulo Transportes (SPTrans).

Os painéis dos pontos terão o nome, o número e o destino das linhas de ônibus que passam por ele, além de itinerários e informações sobre categorias diferenciadas, como noturnas e circulares. Nos pontos finais também serão mostrados os dias de operações das linhas, os horários programados para as primeiras e últimas partidas e a frequência média dos ônibus.

Com contrato assinado com a Prefeitura desde 2012, a concessionária Ótima prevê que até 2015 irá instalar 6.500 novos abrigos de ônibus, além de trocar 12,5 mil totens. A empresa tem a concessão do mobiliário urbano por 25 anos e até o fim de outubro tinha instalado 3.900 novos pontos.

Tecnologia

Ainda nos terminais, ou pontos finais das linhas, será obrigatória a implementação de um sistema eletrônico para consulta do resumo operacional da linha, mas ainda não há definição se isso será um QR Code, um código de barras ou “similar”, como previsto na lei.

O QR Code é um código que pode ser escaneado pela maioria dos celulares que têm câmera fotográfica. O código passa por uma decodificação no aparelho, disponibilizada por aplicativos específicos, e vira um trecho de texto ou um link que direciona o acesso a um site ou uma publicação. Segundo a SPTrans, alguns pontos da cidade vinham recebendo QR Codes desde junho deste ano e até, o fim de setembro, 20 abrigos já disponibilizavam informação por meio da tecnologia. A meta do órgão é instalar 250 QR Codes por mês na cidade.

Fonte: G1
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.