24/11/2014

Estudantes com deficiência do Brasil e exterior vêm a São Paulo para os Jogos Paralímpicos Escolares

O evento é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB e tem a parceria da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Abertura será no dia 25/11 no Anhembi

A cidade de São Paulo se prepara mais uma vez para receber as Paralimpíadas Escolares, a maior competição nacional para estudantes esportistas com deficiência. A abertura está agendada para o dia 25 de novembro no Palácio de Convenções do Anhembi e as competições seguem nos dias 26 e 27. A edição de 2014 contará com cerca de 600 atletas brasileiros e estrangeiros e será disputada em sete modalidades. O evento é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB e tem a parceria da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.

As disputas por medalhas acontecem nas modalidades: atletismo, natação, goalball, tênis de mesa, bocha, judô e tênis em cadeira de rodas. Além dos 590 estudantes esportistas de 25 Estados e do Distrito Federal, a edição 2014 contará novamente com a presença de atletas juvenis britânicos. O Reino Unido virá com uma delegação de 25 pessoas e terá representantes em provas de atletismo e de natação.

Além do Anhembi, as provas serão realizadas no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães – Ibirapuera e na Escola de Educação Física da Polícia Militar. A maior delegação deste ano é a de São Paulo, com 47 atletas inscritos. Atrás dos paulistas estão Santa Catarina, com 44, e Minas Gerais e Rio de Janeiro, com 42 cada.

As Paralimpíadas Escolares são direcionadas a jovens de 12 a 17 anos. Na bocha, os atletas devem ter de 12 a 15 anos. Nas demais modalidades, os competidores precisam ter de 14 a 17 anos. A faixa etária foi definida para que pudesse contemplar alunos aptos a receber o benefício Bolsa Atleta nível escolar. Desta forma, os três melhores de cada esporte, dentro de seu gênero e classe funcional, podem fazer parte do programa com um auxílio de R$ 370 durante um ano para que se mantenham praticando o esporte.

Durante as disputas, os competidores ainda serão observados de perto por técnicos e coordenadores das seleções nacionais de cada modalidade. O objetivo é conhecer atletas jovens para formação de novos grupos que podem chegar a representar o Brasil em competições internacionais no futuro, como os velocistas Alan Fonteles e Verônica Hipólito, a saltadora Lorena Spoladore, o goleador do goalball Leomon Moreno, o nadador Talisson Glock e muitos outros.

História dos Jogos Paralímpicos Escolares

A primeira edição das Paralimpíadas Escolares ocorreu em Fortaleza, em 2006, com apenas duas modalidades; atletismo e natação. No ano seguinte, foram realizadas em Brasília com o incremento do tênis de mesa e do goalball. Em 2008, não houve disputas. O Distrito Federal foi novamente anfitrião em 2009 e, de lá para cá, São Paulo vem sediando a competição que envolve participantes de todos os estados brasileiros.

São Paulo Mais Inclusiva

A necessidade de trazer para o cotidiano das pessoas com deficiência a vivência concreta do acesso aos direitos, aos serviços e aos bens da nossa cidade é o fio condutor do Plano Municipal de Ações Articuladas para Pessoas com Deficiência – Plano São Paulo Mais Inclusiva. Sua estrutura reúne e potencializa 70 ações voltadas para as pessoas com deficiência em curso ou em planejamento no município de São Paulo a partir do diálogo sistemático e contínuo entre 20 Secretarias Municipais envolvidas. Dos 5 eixos que compõem o Plano, um deles prevê ações para o esporte; através do fomento, estruturação e qualificação do acesso das pessoas com deficiência aos espaços esportivos e, também, investimentos em equipamentos e na formação de profissionais para que seja garantida total inclusão.

Serviço: Paralimpíadas Escolares 2014


Abertura: 25/11, às 18h, Palácio de Convenções do Anhembi – Rua Prof. Milton Rodrigues, 100, Parque Anhembi

Competições: 26 e 27/11,

Locais:
1) Palácio de Convenções do Anhembi; 
2) Escola de Educação Física da PM - Av. Cruzeiro do Sul, 548, Canindé; 
3) Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães – R. Manoel da Nóbrega, nº 1361, Ibirapuera



Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.