01/08/2014

Equipe de jovens fatura 12 medalhas nos Jogos Desportivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa


A equipe brasileira paralímpica de atletismo brilhou na disputa da nona edição dos Jogos Desportivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, que estão sendo realizados em Luanda, Angola. Nos dois dias de competição, entre domingo e segunda, 27 e 28, respectivamente, a delegação verde e amarela subiu 12 vezes ao pódio – foram seis medalhas de ouro, uma de prata e cinco de bronze. Vale ressaltar que o evento contou apenas com atletas sub-17.

O principal destaque do time nacional foi Thalita Vitória Simplício, da classe T11 (cego total). Ao lado do guia Felipe Veloso, ela amealhou três medalhas de ouro: nos 100m, 200m e no salto em distância. Além de Thalita, outros três atletas do país também brilharam nas disputas, realizadas no Estádio Municipal dos Coqueiros.

Davi Wilker, da classe T13 (visão parcial), ficou com a medalha de ouro tanto nos 200m quanto nos 400m rasos. A trinca de medalhas dele foi completada com o segundo lugar obtido nos 100m. Na mesma classe, Leonardo Sabino também conquistou três pódios. Ele ficou com o título do salto em distância, além de ter conquistado o bronze nos 100m e 200m rasos. Ainda na classe T13, mas entre as mulheres, Bruna Aparecida de Oliveira ficou com o terceiro lugar em três provas distintas: 100m, 200m e 400m.

“Fomos com quatro atletas, todos jovens, abaixo de 16 anos, e que são atletas da Seleção de jovens ou dos programas escolares do CPB. Mandamos eles a fim de ganhar experiência. Foi uma competição muito interessante para nós, porque demos mais rodagem para atletas que podem ser peças-chave na Paralimpíada de 2020, em Tóquio”, afirmou Ciro Winckler, técnico da Seleção Brasileira de atletismo.

A delegação brasileira que viajou para competir em Angola é chefiada pelos técnicos Silvia Piantino e Cássio Damião.

Comunicação CPB – (imprensa@cpb.org.br)
Daniel Brito
Ezequiel Trancoso (estagiário)
Ivo Felipe
Nádia Medeiros
Rafael Moura
Thiago Rizerio

Fonte: CPB e Blog APNEN Nova Odessa
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.