28/07/2014

Paulista Alexandre Galgani conquista quarto lugar inédito e faz história no Mundial de Tiro Esportivo


O atirador Alexandre Galgani entrou para a história do esporte paralímpico brasileiro neste sábado, 26, no último dia de competição do Mundial de Tiro Esportivo Paralímpico, realizado em Suhl, na Alemanha. O paulista conquistou o inédito quarto lugar na prova de Falling Target Rifle (FTR) para atletas da classe SH2, e assegurou a melhor posição dos atiradores brasileiros nas disputas de Mundiais.

A prova de FTR é dinâmica e tem estilo eliminatório. No início da disputa, havia 35 competidores. Alexandre Galgani participou de quatro etapas até chegar à final com outros três adversários. Na disputa de terceiro lugar, contra o esloveno Francek Tirsek, o europeu superou Alexandre no tiro de desempate. O confronto final havia terminado em 7 x 7.

“É a primeira vez que eu participo dessa prova. Por se tratar de um Mundial, com grandes atiradores, estou muito feliz com o resultado. Claro que queria a medalha, mas vou treinar mais nessa modalidade para ver se consigo subir ao pódio na próxima competição”, comentou Galgani.

O FTR não faz parte do programa dos Jogos Paralímpicos, apenas dos Campeonatos Mundiais e das etapas da Copa do Mundo. A prova é aberta a todos os atletas que participam da competição.

Nascido em Americana (SP), Alexandre Galgani, 31, perdeu o movimento das pernas e parcialmente o dos braços aos 18 anos, após mergulhar em uma piscina e sofrer uma lesão na coluna. Há um ano, começou a praticar tiro esportivo. Em 2013, conheceu o treinador da Seleção Brasileira, James Neto, e foi até Curitiba (PR) para receber orientações sobre o esporte. Desde então, intensificou a rotina de treinos até garantir a vaga para o Mundial. Em Suhl, Galgani também disputou a prova R4 (Carabina de Ar 10m – Posição em pé Misto SH2) e terminou em 50º, com 609.8 pontos.

Os carabineiros da classe SH1 também participaram neste sábado da FTR. Representando o Brasil, Benedito Silva, Carlos Garletti, Helcio Perilo e Geremias Soares não chegaram à final.

O Mundial de Tiro Esportivo Paralímpico teve a participação de 270 atletas, de 55 países. O evento distribuiu 63 vagas para os Jogos Paralímpicos do Rio-2016. Os que não obtiveram índice neste ano, ainda terão chances nas etapas da Copa do Mundo da próxima temporada.

ALEXANDRE AUGUSTO GALGANI
Data e local de nascimento: 25/04/1983, Americana (SP)

Peso: 86 kg
Altura: 1,91m
Classe: SH2
Principais resultados: quarto lugar na prova de Falling Target Rifle (FTR) no Mundial de Suhl-2014; ouro na Carabina de Ar de Pé e na Carabina de Ar Deitado e prata na Carabina .22 50 metros na Copa Brasil 2014, em Curitiba

Fotos: www.fotocom.net e www.flickr.com/photos/cpboficial

Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro em Suhl

Rafael Moura (rafael.moura@cpb.org.br / 61 8117 9926 – disponível no WhatsApp)

Fonte: CPB 
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.