13/06/2014

Globo 'ignora' chute de deficiente com exoesqueleto em transmissão

No momento, a transmissão mostrava imagens recuperadas da chegada do ônibus da Seleção.


Um dos momentos mais esperados da abertura da Copa do Mundo, o chute do deficiente utilizando exoesqueleto não foi transmitido pela Rede Globo, emissora oficial do torneio no Brasil. No momento, a transmissão mostrava imagens recuperadas da chegada do ônibus da Seleção à Arena Corinthians.

A função do exoesqueleto, ou robô, é fazer o que o sistema nervoso do seu usuário perdeu a capacidade de executar: transmitir os comandos de "mova-se" do cérebro até as pernas, utilizando, no lugar da medula espinhal, um sistema de "interface cérebro-máquina" (ICM) capaz de decodificar a atividade elétrica dos neurônios e traduzi-la em sinais eletrônicos digitais, compreensíveis a um robô.

Resultado: o cérebro dá a ordem, o computador faz a ligação, e quem se move é o robô - levando a pessoa "de carona" com ele. Uma tecnologia que, segundo Nicolelis, promete transformar as atuais cadeiras de rodas em "peças de museu".

Através dessa tecnologia, o deficiente conseguiu fazer com que sua perna obedecesse os comandos do cérebro e chutasse a bola.

Com Estadão Conteúdo.


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.