Projeto no Rio oferece fisioterapia para pessoas com dificuldade de locomoção

Compartilhe

Pessoas que precisam de tratamento fisioterapêutico poderão recorrer a alguns centros de Referência da Pessoa com Deficiência do município do Rio de Janeiro, que funcionarão em horários alternativos para atender pessoas com dificuldade de locomoção. O projeto foi lançado em 22 de março pela Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos e começa a funcionar na próxima segunda-feira em Irajá, na zona norte do Rio.

"Estamos negociando, já em fase avançada, para levar o serviço também ao centro de Santa Cruz [na zona oeste]. A ideia é ter oito centros no projeto até o fim do ano", disse o secretário Pedro Fernandes. Ele adiantou que na semana que vem outro pólo vai ser inaugurado no Shopping Via Brasil, também em Irajá.


O atendimento ao público contará com uma equipe de dez fisioterapeutas e será nos horários de 17h30 a 22h30, durante a semana, e das 8h às 17h, no fim de semana, para não haver concorrência com o público tradicional dos centros, que funcionam de segunda a sexta das 8h às 17h.

O serviço será aberto a toda a população e deve beneficiar principalmente idosos e pessoas em recuperação de acidentes. A previsão é que mil atendimentos sejam realizados por mês. Será feito um cadastro dos moradores do entorno e, quem tiver dificuldades de locomoção, poderá ser transportado por um carro do projeto.


Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.

Cursos e Eventos

Vídeos no Youtube

Imagem 1

Imagem 1
20 anos na cadeira de rodas

Imagem 2

Imagem 2
Tetra Dirigindo? Como consegui tirar a CNH

Imagem 3

Imagem 3
Mobilidade total com a Unawheel

Lives da Fê no Insta

Live com o Paulinho

Live com o Paulinho
Pais e Filhos mais que especiais com Paulinho

Live COnVivenDo com o vírus

Live COnVivenDo com o vírus
COnVivenDo com o vírus, com o Dr. Ricardo Ramos

Live com Mônica Mostrinha

Live com Mônica Mostrinha
A transformação da vida da esgrimista Mônica Santos após se tornar cadeirante.