03/04/2014

Parque Carlos Botelho possui trilha acessível para pessoas com deficiência


Para quem deseja conhecer ou simplesmente se aproximar mais da natureza, o Parque Estadual Carlos Botelho (PECB) é uma boa alternativa. Localizado na região sudeste do Estado de São Paulo, ele possui áreas remanescentes da Mata Atlântica e abrange os municípios de São Miguel Arcanjo, Capão Bonito e Sete Barras.


Com nove trilhas abertas ao público – leia-se com cachoeiras, mirante, rios e muita biodiversidade – uma das opções é a Trilha das Bromélias. No trajeto, além de diversas espécies de bromélias, há outro diferencial: o passeio é adaptado para pessoas com deficiência, idosos e crianças. Com um detalhe importante: monitores especializados.


Cada passeio, dependendo da trilha, varia de R$ 15 à R$ 25. A maioria deles necessita de agendamento prévio de cinco dias. Algumas opções, como a trilha da Estrada Parque, da Cachoeira do Travessão, e a do Rio Taquaral, são gratuitas.

No parque é possível encontrar várias espécies ameaçadas de extinção, caso da jacutinga, da onça-pintada, da anta e, na flora, do palmito-juçara. Lá também está a maior parte da população de muriquis (Brachyteles arachnoides) existentes no Brasil, considerado o maior primata das Américas, e símbolo da unidade de conservação.

O parque se localiza na Rodovia SP-139, km 78,4 no Bairro do Abaitinga, em São Miguel Arcanjo. Fica aberto diariamente das 8h às 17h. Durante o horário de verão as trilhas monitoras estão abertas até às 16h. Afora esse período, funcionam até às 15h.  Outras informações pelo telefone (15) 3379-1477/ 3379-6031 ou através do site da unidade.


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.