17/04/2014

Aprovado início do estudo de células tronco para lesão da medula espinhal da Neuralstem na Universidade da Califórnia, San Diego

ROCKVILLE, Md., 16 de abril de 2014 /PRNewswire/ -- A Neuralstem, Inc. (NYSE MKT: CUR) 
Anuncia que a Comissão de Revisão Institucional da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia, San Diego, aprovou o estudo de segurança Fase I para tratar lesão crônica da medula espinhal (cSCI -- chronic spinal cord injury) com células troncos NSI-566. 

O estudo NSI-566/cSCI Fase I recrutará pacientes com lesões torácicas da medula espinhal (T2-T12) que tenham nível de incapacitação A da American Spinal Injury Association (AIS), entre um e dois anos depois da lesão. A incapacitação AIS A, ou seja, paralisia total, refere-se a paciente sem função motora ou sensorial nos segmentos relevantes na e abaixo da lesão.



FONTE: Neuralstem, Inc.
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.