18/02/2014

Prefeitura oferecerá 410 vagas em cursos de Educação Especial


Com o objetivo de possibilitar maior inclusão social das pessoas com deficiência, a Prefeitura de São Luís oferecerá 410 vagas para cursos na área de Educação Especial. Os cursos são voltados para profissionais do Magistério e à comunidade local. As inscrições poderão ser feitas no período de 17 a 28 de fevereiro na Superintendência da Área de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Para o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro, a oferta dos cursos representa um grande passo em prol de uma Educação mais cidadã aos educandos da rede municipal de ensino. “Os cursos possibilitarão maior inclusão social em nossa cidade e esse resultado é o objetivo maior do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para São Luís”, destacou.

No ato de inscrição, o interessado deverá apresentar documento de identificação e CPF, bem como preencher um formulário com dados pessoais. Estarão disponíveis 60 vagas para o curso “Braille em Contexto”, 50 para "Língua Brasileira de Sinais (Libras) – nível Básico” e 300 para “Educação Especial em Contexto”. As aulas serão iniciadas na segunda semana de março e se estenderão até junho.

CURSOS

O curso “Braille em Contexto” tem por objetivo propiciar aos participantes o conhecimento acerca do sistema Braille, tendo por base um referencial teórico-metodológico. A carga horária do curso é de 120 horas e será cumprida com a realização de aulas em dois dias da semana ao longo da formação. As 60 vagas disponibilizadas para o curso serão distribuídas em três turmas de 20 alunos e os interessados poderão optar por estudar pela manhã, à tarde ou no período da noite.

Ao longo do curso “Braille em Contexto”, os alunos terão a oportunidade de adquirir conhecimento cerca das seguintes temáticas: “Conceito de Deficiência Visual”, “Histórico do Sistema Braille”, “Alfabeto Braille”, “Sistema Braille no Brasil”, “A Comunicação e a relação Interpessoal com a Pessoa Cega”, “Código Braille”, “Normas de Aplicação do Sistema Braille”, “Código Matemático Unificado”, “Parágrafos e Parágrafos Jurídicos”, “Elementos Químicos”, “Disposição do Texto Braille” e “Grafia Braille para Informática”.

Para o curso básico de LIBRAS, a Semed disponibilizará 50 vagas que serão distribuídas em duas turmas de 25 alunos cada. As aulas acontecerão no turno vespertino e as 120 horas de carga horária serão cumpridas com a realização de encontros duas vezes por semana.

No curso, o participante terá a oportunidade de se capacitar em temas como: “A pessoa surda: conceitos, identidade e cultura”, “Educação de surdos: aspectos filosóficos e históricos”, “Legislação da Língua Brasileira de Sinais”, “Sistema de transcrição da Libras”, “Aspectos gramaticais e linguísticos da Libras” e “Léxico Básico da Libras”.

Para o curso “Educação Especial em Contexto”, a Secretaria oferecerá 300 vagas restritas a professores da rede municipal de ensino. Serão formadas três turmas de 100 alunos cada uma e o profissional terá a opção de escolher em qual turno deseja participar da formação, desde a escolha não interfira no horário em que o professor deva estar em sala de aula.

Para cumprir a carga horária de 120h, serão realizados três encontros por mês (dois com aulas expositivas e um com elaboração e participação em oficinas) em que os participantes terão a possibilidade de discutir temáticas como “Políticas Públicas de Inclusão”, “Neurociência”, “Deficiência Intelectual”, “Transtorno Global do Desenvolvimento – Autismo”, “Transtornos Funcionais Específicos”, “Deficiência Visual/ Surdo cegueira”, “Surdez”, “Sala de Recursos”, “Deficiência Física/ Acessibilidade” e “Altas Habilidades/Superdotação”.


Fonte: Prefeitura de São Luís e Blog Sempre Incluídos
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.