24/02/2014

O praia acessível chegou A Vitória - ES


Segundo a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semesp), que desenvolve o projeto na praia Curva da Jurema, em Vitória, só no primeiro dia o serviço garantiu o banho de dez pessoas com deficiência, alguns que estavam há mais de 45 anos longe do mar.

O projeto, que funciona todos os dias, conta inicialmente com três cadeiras e o acompanhamento de uma equipe formada por psicólogo, assistente social, professores de educação física e salva-vidas aos finais de semana. Já durante a semana a equipe de profissionais é reduzida para dois salva-vidas.

De acordo com o coordenador do Praia Acessível, Leonardo Miglinas, ao aderir ao projeto o interessado será conhecido por um cadastro.

"Essa iniciativa é muito importante para nossa classe, que é uma minoria, mas que também tem vida social e o direito de se divertir fora de casa, desfrutando de momentos de lazer", disse a moradora da Serra Eloísa Miranda Fernandes, 31, aos agentes da Prefeitura de Vitória. Ela é cadeirante e estava sem ir há praia há anos, devido a uma doença chamada mielomeningocele, de nascença.

Além dela, também entrou na água a jovem Camila Coutinho Ferreira, 19, totalmente dependente por conta de uma paralisia cerebral. Ela foi conduzida na cadeira anfíbia pelo prefeito Luciano Rezende e acompanhada por sua mãe, Rita de Cássia Coutinho, 48, a idealizadora do projeto. Segundo a mãe da jovem, a medida irá beneficiar não apenas sua filha, mas todos aqueles que não têm alguém para levá-los para tomar um banho de mar.

Próteses e muletas

De acordo com a Prefeitura de Vitória, além dos cadeirantes, pessoas com deficiência usando próteses e muletas também podem participar do projeto. "Esse é mais um passo para a pessoa com deficiência ter uma vida plena", destacou o prefeito.

O banho de mar deste domingo contou, inclusive, com o sogro do prefeito, o deputado Claudio Vereza, que declarou em seu Facebook que é cadeirante desde 1965 e, pela primeira vez, teve o privilégio de tomar banho de mar na cidade de Vitória.

"Pela primeira vez na vida tomei banho de mar numa praia de Vitória. Bom demais", escreveu o deputado em seu perfil. Segundo ele, o projeto tem tudo para transformar o local em um point para as pessoas com deficiência.

Qualquer pessoa com deficiência pode aproveitar para tomar um banho de mar na Curva da Jurema, próximo à rampa feita na Praça dos Desejos. Sempre de terça-feira a domingo, das 8 às 17 horas.

Além de Vitória, em Vila Velha, o banho de mar para pessoas com deficiência é desenvolvido desde 2011 através do Projeto Praia Legal. O município foi o primeiro do Estado a garantir inclusão social de pessoas com mobilidade reduzida garantindo acessibilidade ao mar.

Atualmente, o Praia Legal tem 1.275 pessoas cadastradas, já atendeu mais de 2.600 e recebeu 120 visitas, sendo 72 de brasileiros de outros estados e 48 de estrangeiros.

No ano passado o projeto Praia Legal passou a  contar também com um caiaque adaptado para uso das pessoas com deficiência.

O passeio só é possível porque os flutuadores laterais instalados estabilizam a flutuação, impedindo que a navegação vire com as ondulações. Já a vela ajuda na deslocação, dando mais velocidade ao caiaque e auxiliando na intensidade das remadas.


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.