20/11/2013

Prematuros são mais propensos à cegueira

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil registra mais de 279 mil casos de partos prematuros por ano. Um dos problemas que prejudicam a saúde dos bebês é a retinopatia da prematuridade, doença que pode causar a cegueira em crianças nascidas com peso inferior a 1.500 gramas ou antes de 32 semanas de gestação.
Na maioria dos casos, a retinopatia ocorre porque o olho do recém-nascido não terminou de desenvolver os vasos que suprem a retina [camada interna do olho que capta a visão]. Quanto mais prematuro é o bebê ou menor o seu peso, maiores são as chances de desenvolver a doença que pode levar ao descolamento da retina e a perda total da visão”, explica a oftalmologista da Laramara Dra. Maria Aparecida Onuki Haddad.
A prevenção da perda da visão secundária à retinopatia da prematuridade deve ser feita por meio da avaliação oftalmológica (mapeamento de retina), entre a 4ªe a 6ª semanas de vida. Nessa avaliação, são verificadas se alterações compatíveis com a retinopatia da prematuridade estão presentes e se há necessidade de tratamento para tentar evitar a progressão da doença para o descolamento de retina e perda grave ou total da visão.
A Laramara Associação de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual oferece atendimento especializado a bebês cegos ou com baixa visão, com o objetivo de contribuir no seu desenvolvimento e na sua inclusão social.
 
Informações para a imprensa:
Tacla Consultoria de Comunicação
Sandra Tacla e Henrique Malveis
Tel.: (11) 3842-4235 ou 98288-0505
Fonte: Por e-mail - pauta2@tacla.net
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.