13/11/2013

Calendário Nacional de Atletismo encerra com resultados expressivos

O grande campeão foi o Minas Olímpica Uberlândia que encerrou a sua participação com 28 medalhas ao total. O clube que assegurou o terceiro luar foi o Instituto Superar, do Rio de Janeiro, com dez ouros e uma prata.
 
O calendário do Circuito Caixa Loterias de Atletismo de 2013 chegou ao fim neste domingo, 10. A competição que aconteceu neste fim de semana em Fortaleza (CE) , na Unifor (Universidade de Fortaleza) teve bons resultados. Entre os atletas que fizeram uma avaliação positiva da sua participação no torneio foi o potiguar Emicarlo de Souza. Integrante da seleção brasileira, ele faturou duas medalhas de prata nos 100m e nos 200m, classe T46.
Emicarlo perdeu a mão esquerda aos 16 anos, numa máquina de triturar capim. Em 2004, começou a disputar corridas de rua, mas não obteve resultados. Foi quando descobriu seu potencial para ser velocista e o sonho de ser jogador de futebol ficou de lado para dar atenção no atletismo. Para ele, com o novo calendário de treinos, os resultados podem ser comemorados. “Como estou treinando forte e estou um pouco travado considerei bom os resultados nesta última etapa. Fechei o ano muito bem”, disse o atleta que ajudou o Brasil a ficar em segundo lugar no revezamento 4 x 100m no Mundial de Lyon, França, disputado em julho deste ano.
Para o atleta, o ano ainda não acabou. Da capital cearense ele embarca direto para São Caetano do Sul (SP) onde integra mais uma vez a seleção brasileira para participar da semana de treinamento. “Vai ser bom esta semana em São Paulo para ver como eu estou. Quero melhorar muito para a temporada de 2014”, ressaltou.
Emicarlo faz parte da equipe do IEMA de São Caetano do Sul. Com as conquistas feitas em Fortaleza, o atleta ajudou a sua equipe a ficar em segundo lugar no quadro geral de medalhas da última etapa do Circuito Caixa Loterias com dez ouros e duas pratas.
O grande campeão foi o Minas Olímpica Uberlândia que encerrou a sua participação com 28 medalhas ao total (10 ouros, 16 pratas e dois bronzes). Entre as medalhas da equipe mineira está a da atleta Nauane de Paulo que fez o recorde brasileiro no lançamento de dardo T13 com a marca de 25m87. O clube que assegurou o terceiro luar foi o Instituto Superar, do Rio de Janeiro, com dez ouros e uma prata.
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.