21/10/2013

Parapan de Jovens - Atlestas de Minas Gerais fazem melhor marca do mundo no halterofilismo


O halterofilista paralímpico Lucas Tavares, 17, chegou ao Parapan de Jovens, em Buenos Aires, na Argentina, com o objetivo de superar a marca feita por ele no Mundial de Anões, realizado em agosto, nos Estados Unidos. Lá, o jovem levantou 118kg e conquistou a medalha de ouro. Nesta manhã de sexta-feira, 18, o mineiro de Sacramento (MG) ergueu 121kg, a melhor marca do mundo júnior na categoria até 59kg . Superou em um quilo o recorde anterior (120kg).
A façanha lhe rendeu a medalha de ouro no Parapan, na capital argentina, mas não conta como recorde mundial. De acordo com as regras do IPC (sigla em inglês para Comitê Paralímpico Internacional), para os anões que competem no halterofilismo, o feito de Lucas só valeria se ele tivesse completado 18 anos, idade que ele vai comemorar no próximo dia 11.
Mas a medalha de ouro na segunda competição internacional da carreira confirmou a boa fase do mineiro. “Nunca mais tinha levantado 118kg nos treinos, e muito menos 121kg. Acho que, nesta competição, com a torcida brasileira ali na arquibancada gritando meu nome, a adrenalina foi tão grande que eu consegui me superar”, comentou, feliz com a nova conquista.
Na primeira tentativa, Lucas levantou 105kg com relativa tranquilidade. A segunda, de 112kg, foi mais complicada, mas concluída com sucesso. “A terceira foi bem sofrida, mas deu tudo certo”, disse.
Lucas nasceu em Sacramento, mas treina e mora em Uberlândia. Único dos três irmãos a ter nanismo, o atleta começou a carreira esportiva no arremesso de peso. Há dois anos, decidiu tentar o halterofilismo e foi na modalidade que descobriu o verdadeiro talento.
Além do ouro de Lucas, o Brasil ainda garantiu mais três bronzes no halterofilismo. Um com Marcos Gabriel Cruzato (categoria 49kg), e outros dois com Rafael Silva (até 65kg) e Mateus Silva (até 97kg). Mateus bateu o recorde mundial em sua categoria, mas, na disputa, houve  unificação de classes. Por isso, foi feito um cálculo levando em consideração o peso de cada atleta x peso erguido. Com isso, mesmo alcançando a melhor marca do mundo em sua categoria, o brasileiro ficou com o terceiro lugar.
O último dia de competições do Parapan de Jovens será amanhã, sábado, 19. Desde terça-feira, 15, 600 atletas, de até 21 anos, representando 17 países, estão na capital argentina. O Brasil conta com 136 representantes de 18 estados, além do Distrito Federal.
Convênio
A participação brasileira nos Jogos Parapan-Americanos de Jovens é custeada por um convênio do Comitê Paralímpico Brasileiro com o Ministério do Esporte. A parceria beneficia, ao todo, 16 modalidades do programa paralímpico.
Fotos em alta resolução da delegação brasileira em Buenos Aires:www.fotocom.net
Acompanhe o desempenho do Brasil no Parapan de Jovens

Twitter: www.twitter.com/cpboficial
Facebook: 
www.facebook.com/comiteparalimpico
Site: www.cpb.org.br
Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro no Parapan de Jovens
Daniel Brito (daniel.brito@cpb.org.br / 61 8188 0683)
Nádia Medeiros (nadia.medeiros@cpb.org.br)
Thiago Rizerio (thiago.rizerio@cpb.org.br)
Rafael Moura (rafael.moura@cpb.org.br / 61 8161 9271)

Fonte: CPB
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.