13/09/2013

Olinda ganha a quarta praia acessível de Pernambuco

Praias badaladas se tornam acessíveis aos deficientes

A Praia do Bairro Novo, em Olinda (PE), recebeu o projeto de acessibilidade Praia Sem Barreiras. A ação é uma iniciativa da Secretaria de Turismo de Pernambuco (Setur-PE) viabilizada pela Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur). O objetivo é disponibilizar em algumas praias do Estado esteiras de acesso ao mar, cadeiras de rodas anfíbias e profissionais qualificados para o banho assistido voltado para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. Os equipamentos estarão disponíveis sempre de sexta-feira a domingo, das 8h às 12h.

Segundo o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 25% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. Proporcionar condições para que essas pessoas possam usufruir destinos e produtos turísticos com mais autonomia é um grande desafio. Contudo, protagonizar ações nessa área aumenta o ativo intangível dos órgãos e empresas que encararem a empreitada.

Para o secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa, a acessibilidade é um dos assuntos prioritários no turismo do Estado. “A Praia do Bairro Novo, em Olinda, é a quarta a receber o projeto de acessibilidade Praia Sem Barreiras. Nós, do sistema TUR, vemos a inclusão social como uma das prioridades para o desenvolvimento do turismo no Estado e queremos continuar trabalhando ainda mais por esta temática. Esperamos proporcionar às pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida mais conforto e grandes momentos de lazer”, afirmou o secretário. O projeto já existe na praia do Sueste, em Fernando de Noronha; Boa Viagem, no Recife e na Praia de Porto de Galinhas, Ipojuca.

Uma rota acessível, criada pela prefeitura de Olinda, também foi pensada para a melhor locomoção dos usuários do projeto. Fazem parte da rota: rampas, piso tátil de alerta e faixa de pedestres, um banheiro adaptado, localizado no quiosque próximo ao espaço, e um telefone para surdos, no mesmo local. O projeto conta ainda com doze estudantes das áreas de Turismo e Saúde da Universidade Maurício de Nassau, escolhidos para serem monitores capacitados para o banho assistido.


Fonte: Panrotas
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.