04/08/2013

Dilma Rousseff recebe medalhistas paralímpicos em Brasília e se emociona com abraço coletivo.

Dilma Rousseff posa ao lado dos atletas beneficiados pelo Bolsa Pódio no Palácio do Planalto, em Brasília
A presidente da República, Dilma Rousseff, recebeu nesta sexta-feira, 2, no Palácio do Planalto, em Brasília, alguns dos principais atletas paralímpicos do país. O encontro fez parte da cerimônia para o anúncio dos primeiros 44 esportistas beneficiados pelo Bolsa Atleta Pódio e serviu, também, como homenagem a parte da delegação que representou o Brasil na ótima campanha no Mundial de Atletismo Paralímpico de Lyon, na França. Os atletas nacionais voltaram para casa com 40 medalhas, colocando o país no terceiro lugar no quadro geral da competição.

Andrew Parsons exibe placa que o CPB
recebeu pelo desempenho dos atletas
brasileiros em Lyon
Na ocasião, Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), externou o contentamento com a parceria do governo federal. “Nunca tivemos tanto apoio quanto agora. O governo está fazendo um trabalho fenomenal com os atletas”, lembrou Parsons. O presidente do CPB ainda organizou uma pequena surpresa: chamou os destaques brasileiros do Mundial Alan Fonteles, Terezinha Guilhermina e Lorena Spoladore para dar um abraço coletivo na presidente Dilma Rousseff. “Este abraço representa o quanto o movimento paralímpico está agradecido”, completou.

Visivelmente emocionada, Dilma não se conteve nos agradecimentos. Lembrando o quanto aqueles esportistas eram motivo de orgulho para uma nação inteira, a presidente tentou descrever a emoção do presente que recebeu de surpresa. “Vocês transmitiram no abraço a alegria de vencer. Agradeço por esse presente, que foi o melhor que já recebi. Ele compartilha os momentos especiais”, emocionou-se.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, lembrou que as conquistas são mais do que o resultado de auxílio governamental. “Não me surpreendi com a campanha em Lyon. Vocês mostraram que se esforçaram e se dedicaram para ganhar aquelas medalhas. Fazemos nossa parte oferecendo o apoio do governo, mas a grande parte vem de vocês, atletas”, observou. “Conquistaram mais do que medalhas, mas mostraram também que, com empenho, todos podem superar desafios”, acrescentou Rebelo.

A participação da delegação brasileira de atletismo no Mundial de Lyon foi custeada por um convênio do Ministério do Esporte com o CPB. Esta parceria contempla, ainda, outras 15 modalidades. O investimento federal ajudou o Brasil a terminar a competição em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, atrás apenas da Rússia e dos Estados Unidos.

Bolsa Pódio é mais um instrumento de incentivo do Plano Brasil Medalhas, que vai investir mais de R$ 1 bilhão nos próximos anos no esporte nacional visando a dois objetivos principais: permitir que o Brasil termine os Jogos Paralímpicos do Rio 2016 entre cinco melhores no quadro de medalhas, e entre os 10 primeiros nos Jogos Olímpicos.

Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro 

Em Brasília

Daniel Brito (daniel.brito@cpb.org.br / 61 3031 3016 / 61 8188 0683)
Nádia Medeiros (nadia.medeiros@cpb.org.br / 61 3031 3066 / 61 8161 9271) 
Rafael Moura (rafael.moura@cpb.org.br / 61 3031 3067 / 61 8161 9271)
Thiago Rizerio (thiago.rizerio@cpb.org.br / 61 3031 3035 / 61 8161 9271) 


No Rio
Diogo Mourão (diogo.mourao@mginpress.com.br / 21 3723 8086 / 8301 0149)
Manoela Penna (manoela.penna@mginpress.com.br / 21 3723 8084 / 8301 01 23)
Fernanda Villas Bôas (fernanda.villas@mginpress.com.br / 21 3723 8135 / 8301 0152 / 55*24*44094)


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.