03/07/2013

Rede hoteleira da Espanha teria recusado grupo de jovens com Síndrome de Down

Hotel CaboGata Almeria Plaza Suites, do grupo ZTHotels
A associação de Down Espanhola denunciou que o hotel CaboGata Almeria Plaza Suites, do grupo ZTHotels, tenha rejeitado um grupo de jovens com síndrome de Down no final do ano, porque 'essas pessoas poderiam perturbar o resto do clientes'. O caso está nas mãos da Secretaria de Almeria. A gerência do hotel pede desculpas e diz que foi um "mal-entendido", diz Agostinho Matía baixo gerente do hotel.
Segundo denuncia a organização, Almería Baixo trabalhador pediu a um agente de viagens para solicitar orçamento de hospedagem de três hotéis perto da cidade para organizar a viagem, para um grupo de jovens com síndrome de Down. No entanto, um desses hotéis, o CaboGata Plaza Suites, disse que a agência não poderia fornecer um orçamento para acomodar os jovens. "Nós não aceitamos grupos de pessoas com deficiência mental", disse o estabelecimento, de acordo com a associação.
A organização diz ainda que, quando entrou em contato com a gerência do hotel para buscar explicações, o gerente "reafirmou a sua posição", acrescentando que "essas pessoas poderiam perturbar os outros hóspedes do hotel", e que já "tinham ocorrido em outra ocasião. "
A associação levou o fato a conhecimento do promotor da cidade, alegando que "constituem um caso claro de discriminação contra as pessoas com deficiência e que violam a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, ratificada pela Espanha", que proíbe "qualquer discriminação baseada na deficiência ".
A gestão do hotel diz que "já se desculpou com a associação, porque foi tudo um mal-entendido". Eles também observam que o pessoal do hotel está "muito preocupado" com o que aconteceu, e principalmente com o impacto que pode ter esse fato e sua repercussão nas redes sociais. A rede hoteleira também divulgou um comunicado, que disse que "nunca em 35 anos de vida" da empresa hoteleira tinha se recusado a receber um grupo de pessoas com síndrome de Down, que "foram, são e serão sempre bem-vindos ".
Quando confrontados com estas situações de discriminação, a associação recomenda que as famílias e as organizações que solicitem um formulário de reclamação para registrar o que aconteceu, e façam contato com o Ministério Público.
Fonte: DM.com.br e Blog Turismo Adaptado
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.